Sindicato dos Médicos alerta para possível fechamento do Postão de Caxias - Cidades - Pioneiro

Versão mobile

 

Saúde28/09/2018 | 20h10Atualizada em 28/09/2018 | 20h16

Sindicato dos Médicos alerta para possível fechamento do Postão de Caxias

Conforme entidade, serviço poderia ser interrompido para a realização de reformas

Sindicato dos Médicos alerta para possível fechamento do Postão de Caxias Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

 O Sindicato dos Médicos de Caxias do Sul divulgou, nesta sexta-feira (28), uma nota de "alerta à população" denunciando o possível fechamento do Pronto-Atendimento 24 Horas (Postão). O presidente da entidade,  Marlonei dos Santos, que assina o documento, diz que o sindicato foi informado "extraoficialmente" de que o serviço de urgência e emergência teria de ser interrompido para o início das obras que visam transformar a estrutura em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) nível III.

Leia mais
Licitação para reforma do Postão de Caxias tem apenas uma empresa habilitada
Reforma do Postão de Caxias do Sul vai custar quase R$ 640 mil

Na nota, o sindicato defende que quaisquer melhorias no Postão devem ser efetuadas com o estabelecimento aberto, já que não haveria outro local para absorver os mais de 400 atendimentos diários realizados ali. "Correremos o risco de acontecerem graves sequelas e até mesmo mortes de pacientes pela precariedade que advirá dessa atitude", diz a entidade na nota. 

O Sindicato dos Médicos afirma ainda que vai encaminhar denúncia ao Ministério Público caso o fechamento do Postão se confirme. 

Informações de que o serviço poderia ser interrompido já circulavam durante esta sexta-feira. A presidente do Conselho Municipal de Saúde, Fernanda Borckhardt, diz que enviará na segunda-feira (1º) um ofício ao secretário da Saúde de Caxias, Geraldo da Rocha Freitas Júnior, questionando sobre o fechamento do Postão, já que a decisão teria que passar pelo órgão.  

— O boato está muito forte, e a gente acredita, sim, que ele pretende fechar o serviço para fazer a reforma — diz. 

Fernanda afirma que no ano passado, quando obras no Postão já eram cogitadas, o Sindicato dos Servidores Municipais de Caxias do Sul (Sindiserv) conseguiu um laudo com um engenheiro comprovando que seria possível reformar a unidade com o serviço funcionando.

— No inverno, quando houve problemas de atendimento (no Postão), a UPA (Zona Norte) também ficou caótica, a gente acredita que ela não consegue absorver toda essa demanda — projeta.

Também há preocupação sobre o destino dos servidores do Postão durante as obras. 

A promotora Adriana Chesani afirma que o Ministério Público está acompanhando a situação do Pronto-Atendimento. De acordo com ela, desde que a reforma foi divulgada, já houve conversas com o secretário da Saúde, mas não haveria definição sobre o fechamento ou não do local. 

— A gente ainda não sabe como vai acontecer. Mas, havendo reforma e tendo de fechar, a prefeitura vai ter de adotar providências para que a população seja atendida. Os outros equipamentos de saúde terão que absorver essa demanda — explica. 

O Pioneiro tenta o contato com o secretário Geraldo da Rocha Freitas Júnior, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem. 

Leia também
60 novos policiais serão formados em municípios da Serra
Servidores municipais de Caxias do Sul enfrentam problemas para receber salário de setembro

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros