Memória: São Sebastião do Caí e os Oderich em livro - Cidades - Pioneiro

Versão mobile

 

Imigração alemã06/09/2018 | 07h30Atualizada em 06/09/2018 | 07h30

Memória: São Sebastião do Caí e os Oderich em livro

"No Hotel da Esquina Verde" é o resultado de quatro anos de pesquisa da escritora Cynthia Oderich Trein

Memória: São Sebastião do Caí e os Oderich em livro Acervo das família Oderich e Trein / divulgação/divulgação
A família de Adolf e Henriette Oderich, com Irene logo acima da mãe Foto: Acervo das família Oderich e Trein / divulgação / divulgação

Assim como os encontros de descendentes divulgados com frequência na coluna Memória, livros que contam histórias de famílias, municípios, bairros, empresas e comércios típicos também rendem ótimas abordagens. Afinal, sempre tem alguém que se dedica a visitar o passado em busca do resgate de suas origens. Um dos últimos exemplos disso é o livro "No Hotel da Esquina Verde", da autora Cynthia Oderich Trein, que durante quatro anos debruçou-se sobre a história da família e da cidade São Sebastião do Caí.

Quando começou o trabalho, no qual concretizaria o sonho de escrever sobre os antepassados, especialmente os Ritter, os Oderich e os Trein, e sobre o Caí antigo, caiu-lhe nas mãos um livro de recordações, datilografado em alemão, escrito por sua tia Irene Oderich Hagemeister (1897-1990). 

Irene queria ser enfermeira, mas, naquela época, mulheres da sua condição social dedicavam-se apenas ao lar e à família. Inconformada, ela combatia a depressão escrevendo. O texto original, que acabou sendo o foco do trabalho de Cynthia, revela uma mente inquieta e um olhar perspicaz sobre a condição feminina no seu tempo. Sua narrativa dos costumes, de fatos que vivenciou na pacata cidadezinha, é tão divertida quanto dramática, singela e poética. 

Seu depoimento sobre o início dos negócios das famílias de parentes, que ganharia projeção estadual e nacional, o envolvimento na política do Estado na Era Vargas e suas conquistas e frustrações constituem um valioso material histórico e, principalmente, de autoconhecimento. Foi Irene que idealizou e administrou sozinha o primeiro spa do Rio Grande do Sul, o Kurhotel, em Gramado.

Como afirma Cynthia no prefácio da obra: "Pelo seu olhar dos fatos e das pessoas, achei que valeria a pena o esforço de tentar compartilhar esse pequeno tesouro com aqueles de nós, descendentes, que estejam buscando o entendimento das nossas origens e da forma como foram moldados e reforçados os valores das nossas famílias".

Leia mais:
Encontro da família Webber
Encontros das famílias Manfroi e Marafon
Encontro da família Ferro em Vila Flores
Encontro da família Soldatelli em São Marcos   

Irene Oderich Hagemeister com as filhas, Inga (à esquerda) e MargaFoto: Acervo das família Oderich e Trein / divulgação
O antigo casarão da família Oderich, cuja história foi resgatada por Cynthia Oderich TreinFoto: Acervo das família Oderich e Trein / divulgação
Cais do porto de São Sebastião do Caí: ao centro a casa de Adolf e Henriette Oderich, e à direita a residência de Wilhelmine e Karl TreinFoto: Acervo das família Oderich e Trein / divulgação

A autora

A edição esmerada, as fotos antigas escolhidas, os capítulos breves e bem ilustrados,  e o texto leve e saboroso são o atestado da qualificação da autora.  Cynthia nasceu em São Paulo, em 1962, estudou no Colégio Farroupilha, é bacharel em Letras pela UFRGS e tem pós-graduação em Estudos de Literatura em Língua Inglesa na UFSC, em Florianópolis, com bolsa do Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq). 

Casada com Miguel Fayet Trein, o casal tem dois filhos: Nora e Guilherme. Cynthia também é executiva da empresa Jackwal, onde ocupa o cargo de diretora comercial. 

Foto: Acervo pessoal / divulgação

Colaboração

Parte das informações desta página foi publicada originalmente na coluna Almanaque Gaúcho, do colega Ricardo Chaves, de Zero Hora.

Leia mais:
Brechó São Lucas, um templo para garimpar
Memória dos Capuchinhos: 25 anos sem o Frei Ambrósio Tondello  
Encontro da família Bussolotto em Nova Bassano
O pioneirismo da Importadora Comercial Ltda
Edifício Antares: um prédio "diferente" surge em 1976

Confira outras publicações da coluna Memória
Leia antigos conteúdos do blog Memória  

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros