No distrito caxiense de Criúva, sinal de celular reduz distâncias entre os moradores - Cidades - Pioneiro

Versão mobile

 

Telefonia - Parte 3 de 411/08/2018 | 10h30Atualizada em 15/08/2018 | 13h15

No distrito caxiense de Criúva, sinal de celular reduz distâncias entre os moradores

Antena de telefonia móvel foi instalada na localidade em 2016

No distrito caxiense de Criúva, sinal de celular reduz distâncias entre os moradores Lucas Amorelli/Agencia RBS
Avicultor Evandro Rech, 46, comemora o fato de poder se comunicar durante o trabalho Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

 A (falta de) qualidade do serviço de telefonia móvel é tema recorrente no debate público. Em Caxias, as operadoras do setor não deixam as primeiras posições no ranking mensal de reclamações do Procon. Em 2013, a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul chegou a abrir a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Telefonia, investigando os problemas do serviço. Entre os temas tratados, estava a falta de sinal na zona rural

Leia mais
Parte 1: Interior de Caxias do Sul segue sem sinal de telefonia móvel
Parte 2: Sem sinal de celular, moradores de distrito de Caxias investem na compra de antenas
Parte 4: Mudança na lei seria necessária para instalação de novas antenas de celular no interior de Caxias  

O coordenador do Procon Caxias, Luiz Fernando Horn, lembra que na época a entidade enviou um dossiê com o mapeamento da cobertura em Caxias.

— E embora a gente não tivesse recurso na época para contratar uma empresa, nós tomamos uma iniciativa muito simples. Disponibilizamos aqui murais com o mapa de Caxias, e pedimos para a população que viesse até o Procon e marcasse com canetinha, com uma cor para cada operadora, a localidade em que não havia cobertura — lembra.

Uma das consequências da investigação, talvez a principal para Caxias, foi a instalação da antena em Criúva, em 2016. Hoje, o distrito mais distante do centro da cidade (cerca de 43 quilômetros) parece mais próximo. 

— Era uma reivindicação muito antiga. Para a gente que tinha comércio, ficava difícil ligar para os fornecedores. Faz muita diferença. Agora, a gente gostaria que viesse outra operadora, porque como aqui é um refúgio turístico, o pessoal que vem da cidade têm operadoras diversas — almeja o comerciante Marcos Lorandi, 58 anos. 

 Criúva é um dos poucos distritos do interior de Caxias onde o celular funciona bem, devido à instalação de uma antena da Vivo, em 2016. (Lucas Amorelli/Agência RBS)
Desde que a antena foi instalada, o comerciante Marcos Lorandi pode falar com os fornecedores com mais facilidadeFoto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

A chegada do sinal mudou a rotina de todos os que vivem no distrito. Conforme o subprefeito Gilmar Baschera, o serviço de manutenção ficou muito mais ágil, já que os servidores podem se comunicar nas estradas.  Para quem mora no interior, a economia de tempo é imensa, segundo o avicultor Evandro Rech, 46.

— Tu está no aviário e, para o trabalho, precisa muito (do telefone), tem sempre que estar em contato com o veterinário, com a empresa (que compra os frangos). Às vezes, eles ligavam e não tinha ninguém em casa, ficavam sem saber. Ajudou bastante — avalia o morador da localidade de Santa Catarina. 

Agora, ao entrar no aviário, Rech deixa o celular em uma prateleira de madeira ao lado da porta, para que possa ver qualquer notificação. Nas horas de descanso, aproveita para ver vídeos enviados pelos amigos.

— A gente acaba até falando mais com as pessoas da família, que moram aqui perto — aponta. 

Mas nem tudo é perfeito: há comunidades mais distantes onde o sinal ainda não chega. Uma delas é a Linha Marmeleiro, que fica em uma baixada próximo ao limite com São Marcos. Ali, segundo vereador Arlindo Bandeira, mais de 300 pessoas já se manifestaram em abaixo-assinado pela expansão do serviço. 

— Vamos ter que fazer algo ali, não sei se chamar as operadoras, ou o quê. Porque a antena de Criúva está na área central, mas em muitas comunidades não pega — considera. 

Leia também
Asilo mantido por freis Capuchinhos, em Caxias do Sul, vai encerrar as atividades
Congestionamento na ERS-122, entre Caxias e Farroupilha, deve diminuir na próxima semana

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros