Memória: "Uma Noite no Arquivo" é atração deste sábado - Cidades - Pioneiro

Versão mobile

 

Caxias antiga28/08/2018 | 07h30Atualizada em 28/08/2018 | 07h50

Memória: "Uma Noite no Arquivo" é atração deste sábado

Programação engloba música, filmes em película, exposição de carros antigos e visitas guiadas pelo acervo da instituição

Memória: "Uma Noite no Arquivo" é atração deste sábado Mário Tomazoni / Divulgação/Divulgação
Mostra sobre processos e suportes fotográficos pode ser conferida no Arquivo Histórico Municipal até este sábado Foto: Mário Tomazoni / Divulgação / Divulgação

O espaço que abriga boa parte da história da cidade, seja em documentos, certidões, álbuns, filmes em película ou fotografias, abre as portas neste sábado, 1º de setembro, para a terceira edição do projeto Uma Noite no Arquivo. A programação inicia-se a partir das 18h e engloba desde visitas guiadas até uma exposição de carros antigos defronte ao prédio, na Av. Júlio de Castilhos, em Lourdes (confira abaixo). 

Outro destaque é a exposição "Processos e Suportes Fotográficos Históricos do Acervo do Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami", abordada na coluna desta segunda-feira e que seguimos detalhando na edição desta terça. 

Conforme o curador Mário Tomazoni, o desenvolvimento de suportes e a adoção de novos materiais contribuíram para o surgimento dos formatos "Carte de Visite", popular no século 19, e do "Carte Cabinet" na entrada do século 20, ambos impressos em papel albuminado e colados sobre cartão, como vemos nas imagens abaixo.

A primeira, um "Carte de Visite" de 1909, traz "O Menino Mário", de autoria da Photo Ferrari, de Porto Alegre. Na sequência, um "Carte Cabinet" de 1907. Lê-se no cartão, conforme a grafia original da época: "Aos bons compadres Lino e Amabile, tão distinctos quão dedicados offerecem o retrato de seu filhinho Zequinha. Adelina e Zeca 24/8/07". A autoria é do fotógrafo Giovanni Battista Serafini e integra uma antiga doação feita pela família Sassi.

Leia mais:
A trajetória do fotógrafo Giovanni Battista Serafini
Arquivo Histórico Municipal celebra 40 anos
Arquivo Histórico Municipal: um casarão para a história
O pioneirismo da família Rovea
Lourdes, Zona Caipora e Bairro Guarani
Cripta do Santo Sepulcro na década de 1930
Zambelli & Locatelli: os detalhes do interior da Igreja do Santo Sepulcro
Memórias da Júlio: as histórias que rondam o velho casarão ao lado do Santo Sepulcro 

“O Menino Mário”, um Carte de Visite de 1907Foto: Foto Ferrari / Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação
Um Carte Cabinet de 1910Foto: Giovanni Battista Serafini / Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Mudanças e banalização

Para o curador Mário Tomazoni, muito mudou na história da fotografia e em seus processos, mas, fundamentalmente, foi a relação das pessoas com a fotografia que se transformou. 

 — De preciosas e únicas (as fotografias ditas antigas), hoje as consumimos em tão grande quantidade e com vazio significado que, cada vez mais, observamos a banalização desse objeto — conclui.

O suporte Postal 

A mostra em cartaz no Arquivo Histórico destaca ainda o suporte Postal, adotado no início do século passado. A atenção ao detalhe e à diferenciação marcam a trajetória do lendário Studio Geremia que, na década de 1920, encomenda papel fotográfico com verso personalizado. 

Esta não foi a única novidade deste estúdio, que, desde 1911, também disponibilizou a seus clientes o Formato Margherita, tipicamente italiano, em que é montada uma fotografia sobre um cartão de tamanho intermediário — como a da celebração da primeira comunhão ao lado, datada de 1910, mas sem a identificação da menina. A autoria é de Giacomo Geremia.

Leia mais:
Para recordar do antigo Studio Geremia
Studio Geremia, parceiro da Coluna Memória
Praça Dante Alighieri coberta de neve em 1941

O Formato Margherita, um dos adotados pelo Studio Geremia, em meados dos anos 1910 Foto: Giacomo Geremia / Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Primórdios do 3D 

Outra preciosidade do acervo integra a mostra. Trata-se da estereoscopia, uma versão antiga da fotografia em 3D. Dois clichês eram fotografados ao mesmo tempo com uma câmera especial e depois impressos lado a lado. Para o efeito ser percebido era necessário o uso de um aparelho específico.

Exposição segue até este sábado, quando ocorre o evento "Uma Noite no Arquivo"Foto: Catiuscia Xavier / divulgação

Programe-se

:: O que: Uma Noite no Arquivo
:: Quando: sábado, dia 1º de setembro
:: Onde: Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami (Av. Júlio de Castilhos, 318, bairro Lourdes. Fone: (54) 3
:: Quanto: entrada franca

Atrações
:: 18h:
Abertura
:: 18h15min: Coro Cênico Encanta
:: 19h: Visita guiada
:: 19h45min: Grupo Rota Lunar
:: 20h45min: Visita guiada
:: 21h30min: Vocal Sem Batuta
:: 22h: Rota Lunar

Leia mais:
Uma cidade, múltiplos olhares
Caxias pelas lentes do fotógrafo Reno Mancuso
Mauro De Blanco e o Inferno de Dante em 1952
Studio Tomazoni e a inauguração do Monumento ao Imigrante em 1954
Waldemar Lazzarotto e a Terceira Légua de Caxias em 1939
Sisto Muner e a nova igreja de Galópolis em 1947
Endereços para recordar da história de Caxias do Sul 

Confira outras publicações da coluna Memória
Leia antigos conteúdos do blog Memória   

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros