Memória: Gastronomia e hotelaria, uma história de 70 anos - Cidades - Pioneiro

Versão mobile

 

Caxias antiga09/08/2018 | 07h30Atualizada em 09/08/2018 | 07h30

Memória: Gastronomia e hotelaria, uma história de 70 anos

Em agosto de 1948 surgia a Associação Profissional dos Proprietários de Hotéis e Similares de Caxias

Memória: Gastronomia e hotelaria, uma história de 70 anos Studio Geremia / Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação/Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação
A fachada e o sócio-gerente Dino Felisberto Cia, com seu impecável terno de linho branco, em 1948. Na varanda, o brasão de armas do Uruguai, identificando a sede do consulado daquele país Foto: Studio Geremia / Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação / Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Há 70 anos, em 1948, surgia um dos sindicatos mais longevos da cidade: o Sindicato de Hotéis e Similares de Caxias do Sul. De lá para cá, porém, vários foram os nomes e abrangências da entidade – desde 2015 atendendo pelo nome de Sindicato Empresarial da Gastronomia e Hotelaria da Região Uva e Vinho (SEGH).

Toda essa história remonta a 2 de agosto de 1948, quando o grupo, inicialmente denominado de Associação Profissional dos Proprietários de Hotéis e Similares de Caxias, obteve a chamada "carta sindical", passando a atuar junto aos mais diversos estabelecimentos do setor. Conforme informações repassadas pela SEGH, a primeira diretoria teve como presidente o empresário Dino Felisberto Cia, acompanhado por Adelino Dalla Rosa (secretário) e Rubem Bento Alves (tesoureiro).

Um dos proprietários do antigo Caxias Hotel, onde hoje localiza-se o Hospital Saúde, Dino presidiu a entidade por oito anos, até 25 de setembro de 1956. Na sequência, passaram pela direção os empresários Mário Ângelo Sebben, João Flávio Ioppi, Irineu Peccini, Leandro Martini, Valmor Peccini, Ângelo Daboit, Antônio Casagrande Sehbe, Nestor André de Carli e João Antonio Leidens. Desde janeiro, o SEGH está sob o comando de Vicente Perini Filho.

Leia mais:
Um almoço no Caxias Hotel em 1947
Hospital Saúde: um prédio com vocação para hospedar e ensinar
As cores e as horas do relógio do Eberle
Salão Nobre do Eberle em 1968
Memórias na vertical: a história dos antigos prédios de Caxias

O hotel no início dos anos 1950, na Rua Vinte de Setembro, com a antiga cúpula na lateral esquerdaFoto: Studio Geremia / Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Consulado do Uruguai 

Sob a direção de Dino Cia entre o final dos anos 1940 e o início da década de 1950, o Caxias Hotel sediou também o Consulado do Uruguai, grande hospedeiro dos turistas vizinhos que rumavam à Serra. Tanto que todos os anos, durante a Semana Santa – um legítimo feriadão de segunda a domingo no Uruguai -, Caxias se via tomada pelos irmãos platinos.

O jovem empresário Dino Felisberto Cia Foto: Acervo SEGH / divulgação

O empresário Dino Cia 

Filho de imigrantes italianos e nascido em São Paulo, o comerciante Dino Cia chegou a Caxias em 1912, acompanhado dos pais, Henrique Cia e Mariana Corbellini, e do irmão Leon. Em 1946, em sociedade com os empresários Carlos Leonardelli, Luiz Bertolla e Guerino Calcagnotto, fundou o Caxias Hotel, espaço que logo se consagraria como um centro de atração de turistas do Estado e do país.

Naqueles tempos do pós-guerra, o majestoso prédio da Rua Vinte de Setembro oferecia 25 apartamentos privativos, com banheiros, além de 20 quartos, todos com água corrente. Já o amplo salão de refeições, com 300 metros quadrados, trazia, entre outras novidades, iluminação direta, soalho de parquet e luz fluorescente.

Já na parte gastronômica, o hotel destacava-se por oferecer iguarias como o ravióli de espinafre, manteiga e sálvia, o frango recheado com manjerona, a maionese de galinha, os bifes à milanesa e a lendária sopa de aspargos.

Leia mais:
Caxias pelas lentes de um turista em 1960
Real Hotel, um clássico do Centro
Thifany's, o bar do Alfred Palace Hotel
Irmãos Paranhos Antunes visitam Caxias do Sul em 1952
Getúlio Vargas no Real Hotel em 1954

A clássica fachada do Caxias Hotel, que posteriormente abrigou a Escola de Enfermagem Madre Justina Inês e o Hospital SaúdeFoto: Studio Geremia / Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Mudanças no nome 

Em dezembro de 1977, houve a primeira grande mudança na entidade, com a extensão da abrangência e a adoção do nome Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares. A proposta deu-se diante do pedido de vários empresários da região, interessados em associar-se à entidade em busca dos benefícios. 

Atualmente, o sindicato possui uma base territorial em 19 municípios da Região Uva e Vinho: Bento Gonçalves, Carlos Barbosa, Caxias do Sul, Cotiporã, Fagundes Varela, Farroupilha, Flores da Cunha, Guabijú, Monte Belo do Sul, Nova Pádua, Nova Prata, Protásio Alves, Santa Tereza, São Jorge, São Marcos Veranópolis, Vila Flores, Vista Alegre do Prata e Pinto Bandeira.

Pioneiro 70 anos

Você possui fotos antigas do ano de 1948, quando o Pioneiro foi fundado, ou de 1958, quando o semanário completou 10 anos? Podem ser registros da cidade, famílias, esportes, trabalho, educação, lazer e cenas do cotidiano. As imagens devem ser enviadas em alta resolução, com nome e fone de contato, para o e-mail rodrigolopes33@gmail.com.

A primeira edição do Pioneiro chegou às bancas em 4 de novembro de 1948.

Leia mais:
Pioneiro 70 anos: formatura dos contadores do Carmo em 1948
Pioneiro 70 anos: anúncios na estreia do jornal em 4 de novembro de 1948
Pioneiro 70 anos: de volta a 1952
Pioneiro 70 anos: termos em desuso, mas com o charme de época 

Confira outras publicações da coluna Memória
Leia antigos conteúdos do blog Memória  

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros