Memória: Edifício Selenium, o irmão gêmeo do Antares - Cidades - Pioneiro

Versão mobile

 

Caxias antiga30/08/2018 | 07h30Atualizada em 30/08/2018 | 07h30

Memória: Edifício Selenium, o irmão gêmeo do Antares

Prédio redondo e duplo dos altos da Rua Bento Gonçalves, esquina com Treze de Maio, também foi projetado por Hugo Grazziotin em 1976

Memória: Edifício Selenium, o irmão gêmeo do Antares Acervo Centro de Memória da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul / reprodução/reprodução
Foto: Acervo Centro de Memória da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul / reprodução / reprodução

Surgido ao mesmo tempo em que o Edifício Antares, em julho de 1976, mas anunciado pela imprensa alguns dias depois, o Edifício Selenium também marcou a arquitetura caxiense da década de 1970. Era a época em que projetos de residências, prédios, pavilhões e estabelecimentos comerciais que fugissem do convencional estavam em alta, especialmente se privilegiassem linhas curvas.  

Um prédio totalmente redondo, com uma ampla vista da cidade, obviamente, não passou despercebido. Depois do Edifício Antares, abordado na coluna de ontem, hoje destacamos a matéria que apresentou o Selenium oficialmente na imprensa. 

Foi na edição do Pioneiro de 24 de julho de 1976, conforme o texto original abaixo:

Apesar das constantes novidades que surgem quase que diariamente no setor das construções em Caxias do Sul, a cidade ainda não tinha visto nenhum projeto com linhas absolutamente redondas. Aparecem agora dois inéditos e revolucionários projetos da EMGRAN, do engenheiro Hugo Grazziotin, e que, por suas linhas arquitetônicas e beleza estrutural, certamente vão marcar época na história da engenharia caxiense. O primeiro projeto a ser mostrado à comunidade de Caxias do Sul foi o do Edifício Antares, já apelidado carinhosamente de "Redondinho".

A EMGRAN lança agora, para conhecimento da comunidade, o projeto do seu Edifício Selenium, que, também pelas formas arredondadas e pelas linhas arquitetônicas, já está sendo apelidado de "irmão gêmeo do Redondinho". O Selenium deverá ser construído na esquina das ruas Treze de Maio com Bento Gonçalves, e terá entrada independente para automóveis, playground e uma grande área verde.

A diferença existente entre os dois "irmãos gêmeos", é que, enquanto o "Redondinho" tem um só bloco, o Selenium deverá ser constituído de dois grandes blocos redondos, cada um com seis andares, e unido por um bloco menor ao centro, também redondo, e que se constituirá na área de circulação e hall de entrada, localizando-se ali o elevador e as escadas de acesso aos pavimentos superiores. E cada andar deverá ter, segundo declarou ao Pioneiro o engenheiro Hugo Grazziotin, somente dois apartamentos, um de cada lado da coluna central do belíssimo prédio.

 Leia mais:
Edifício Dona Ercília e uma esquina recheada de histórias
Um incêndio agita o Centro de Caxias em 1952
Memórias na vertical: as curiosidades dos antigos prédios de Caxias do Sul  

Matéria de 24 de julho de 1976 apresentou o projeto do SeleniumFoto: Acervo Centro de Memória da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul / reprodução

Apartamentos "bem bolados"

A matéria de 42 anos atrás também destacou as características internas dos apartamentos:

“Os amplos e muito bem bolados apartamentos do Edifício Selenium apresentarão todo o conforto exigível para o bem-morar. Entretanto, a vantagem maior que ele vai apresentar é justamente o fato de apresentar três amplos dormitórios, todos com insolação quase que diária, em face das linhas redondas do prédio, que dão condições de receber sol durante quase todas as horas do dia. 

Dentro de breves dias, Caxias do Sul já vai ver surgir do chão o prédio do Selenium, que será mais um marco da engenharia caxiense, hoje já com lugar de destaque no conceito estadual e mesmo nacional”.

Estrutura traz dois blocos redondos unidos por um menor ao centro, onde fica o hall e a circulação dos moradoresFoto: Rodrigo Lopes / especial
Prédio localiza-se na esquina da Bento Gonçalves com a Treze de MaioFoto: Rodrigo Lopes / especial

Um visionário

Além dos edifícios redondos Antares e Selenium, o visionário engenheiro Hugo Grazziotin, 92 anos, foi o responsável por outros prédios icônicos de Caxias do Sul. 

Entram aí o Parque do Sol, o Dona Ercília - e seu famoso elevador de veículos -, a a Garagem Alfa - uma ideia que as pessoas consideraram maluca na época, segundo seu Hugo - e a primeira sede da Brasdiesel, na Av. Júlio de Castilhos, um marco do modernismo em Caxias, surgido em 1959. 

Leia mais:
Brasdiesel, um marco de Caxias e do país
Arquivo Histórico Municipal celebra 40 anos
Arquivo Histórico Municipal: um casarão para a história
O pioneirismo da família Rovea
Lourdes, Zona Caipora e Bairro Guarani 

Evolução da cidade

Outra matéria do Pioneiro, desta vez publicada em 21 de agosto de 1976, trouxe um comparativo das várias épocas de Caxias do Sul e mencionou os dois prédios redondos projetados por seu Hugo Grazziotin. O texto foi profético: 

Desde há algum tempo que a engenharia e a arquitetura de Caxias do Sul vêm sendo colocadas em lugar de honra no cenário nacional, pelo arrojo de seus empreendimentos e pela beleza das linhas apresentadas nas construções, que, dia a dia, são erigidas por toda a cidade. Mas, apesar de tudo o que aqui tem sido realizado, e com todas as novidades que surgem quase que diariamente no setor de construções em Caxias do Sul, a cidade ainda não tinha visto nenhum projeto com linhas absolutamente redondas.  E agora, quando o município vê transcorrerem cem anos desde que aqui chegaram os primeiros colonizadores, um filho desta terra, descendente dos imigrantes, apresenta dois projetos, que certamente deverão transformar-se em cartão postal de Caxias do Sul.  

Foto: Acervo Centro de Memória da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul / reprodução

Leia mais:
Uma Noite no Arquivo é atração neste sábado, 1º de setembro

Confira outras publicações da coluna Memória
Leia antigos conteúdos do blog Memória   

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros