Passeata lembra morte de bebê por suposta negligência médica em Caxias do Sul - Cidades - Pioneiro

Versão mobile

 

Por justiça14/07/2018 | 18h28Atualizada em 14/07/2018 | 18h42

Passeata lembra morte de bebê por suposta negligência médica em Caxias do Sul

Mais de 200 pessoas participaram da manifestação por justiça

Passeata lembra morte de bebê por suposta negligência médica em Caxias do Sul Leonardo Lopes/Agência RBS
Foto: Leonardo Lopes / Agência RBS

Seis dias após a morte do bebê Teylor Terra da Fonseca, familiares e apoiadores realizaram uma passeata pedindo justiça em Caxias do Sul. Pouco mais de 200 pessoas fizeram o percurso na tarde deste sábado. Saíram da Praça Dante Alighieri em direção ao Pronto-Atendimento 24 Horas (Postão 24H) e depois seguiram em carreata até o Hospital Geral. O grito é para que nenhuma outra pessoa morra por suspeita de negligência. 

— A caminhada é pelo Teylor, porque foi negligência o que aconteceu no Postão 24H e depois terminou no Hospital Geral. Não deram assistência e ele morreu — ressalta Mayara Martins Terra, mãe do menino.

Leia mais:
Família relaciona morte de criança a uma suposta falha no atendimento no Postão e no Hospital Geral em Caxias do Sul
Conselho da Saúde acredita que falta de leito de UTI pediátrica influenciou na morte de criança em Caxias

Para a família, o anúncio do prefeito Daniel Guerra sobre projeto de criação de um novo plantão pediátrico 24 horas foi feito em um momento muito inadequado e pode ser confundido com um ação para conseguir votos. Eles lembram que Teylor precisava apenas de oxigênio.

— Se não tivesse a morte do meu filho, estariam falando em um novo sistema para a cidade? Precisamos de profissionais qualificados e aparelhos que funcionem. Que (os médicos) trabalhem por amor, não só pelo dinheiro ou as horas que tem que ficar ali. Quando uma pessoa precisa de oxigênio, ou outra medicação, eles precisam ser rápidos para salvar vidas — desabafa a mãe.

Familiares de Teylor Terra da Fonseca, 10 meses, registraram ocorrência policial nesta quarta-feira para denunciar uma suposta negligência no atendimento prestado à criança no Pronto-Atendimento 24 Horas (Postão) e no Hospital Geral (HG), em Caxias do Sul. O menino morreu às 3h da última segunda-feira no HG em decorrência de uma bronquiolite aguda grave. É o quarto óbito de pacientes que passaram pelo Postão desde maio do ano passado, sendo que dois casos estão sob investigação da própria secretaria e da Polícia Civil e ainda não há conclusão se as mortes anteriores foram causadas por negligência no atendimento.
Teylor Terra da Fonseca tinha 10 mesesFoto: Facebook / Arquivo pessoal

Outra questão que tem incomodado a família são as acusações por parte de médicos e suas instituições.

— Estão colocando a culpa em mim, que eu fui a errada, que eles são ótimos profissionais e agiram com qualificação. Se tivessem, meu filho estaria aqui hoje — afirma Mayara.

"Aguardamos exames", diz secretário

 Procurado pela reportagem, o secretário da Saúde, Geraldo da Rocha Freitas Júnior, afirma que os todos os fatos estão sendo apurados. Ele lembra que houve o atendimento e que foi solicitado leito para o bebê, que foi encaminhado para o Hospital Geral.

— Estamos aguardando exames. Ainda não podemos dizer o que aconteceu. É prudente termos as informações mais concretas. É um fato triste. Nesta hora temos que dizer que a responsabilidade é de todos. Entendo a família, que está fragilizada neste momento. É preciso rever tudo para vermos o ponto em que podemos melhorar — afirma.

A Secretaria de Saúde teve reuniões na sexta-feiral, inclusive com o prefeito Daniel Guerra, buscando medidas para prevenir que casos como este se repitam. O secretário Geraldo Júnior lembra que a gripe A está preocupando a todos e é importante que as pessoas em grupos de risco se vacinem.

A reportagem não conseguiu contato com representantes do Hospital Geral.

Leia também:
Com apenas um clínico, Postão 24H de Caxias chega a ter demora de até cinco horas para atendimento
Finalização de obra no Hospital Geral seria solução para a falta de leitos em Caxias
Homem é executado dentro do pátio de casa no bairro Santa Lúcia em Caxias

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros