Memória: Paco Teixeira, um mestre da guitarra - Cidades - Pioneiro

Versão mobile

 

Caxias antiga11/06/2018 | 09h11Atualizada em 11/06/2018 | 09h18

Memória: Paco Teixeira, um mestre da guitarra

Músico foi um dos mais atuantes da cidade entre os anos 1960 e 1990, integrando conjuntos como Os Pedreiros, Transisom e Itamone

Memória: Paco Teixeira, um mestre da guitarra José Maccagnan / Acervo pessoal de Eloy Paco Teixeira, divulgação/Acervo pessoal de Eloy Paco Teixeira, divulgação
Transisom em 1973: Hilário Ramos de Oliveira, Carlinhos Vargas, Flávio Ramos, Gersy Saraiva Lopes e Paco em frente ao Moinho da Cascata Foto: José Maccagnan / Acervo pessoal de Eloy Paco Teixeira, divulgação / Acervo pessoal de Eloy Paco Teixeira, divulgação

Pergunte por Eloy Teixeira e talvez poucos irão identificá-lo por esse nome.   Mas é só falar no guitarrista Paco que a associação é imediata. Não por acaso, Eloy "Paco" Teixeira abre a nossa série sobre a trajetória de músicos e cantores que marcaram época animando bailes e festas a partir dos anos 1950.

Nascido em 5 de março de 1947, Paco dava mostras da inclinação musical desde a infância e adolescência, quando circulava por rádios como a Caxias e a Difusora — apresentando-se em programas amadores ou auxiliando nos bastidores. Foi quando tomou contato com a obra de Pat Boone e a surf music dos conjuntos americanos The Ventures, The Shadows e The Surfaris.

Dali para as primeiras apresentações foi um pulo. Paco "estreou" com os Analfabeatles, em 1964; explodiu com Os Pedreiros, em 1967; e integrou o Itamone e sua Big Band, no início dos anos 1970, além dos meteóricos Transisom e Grupo Musical Movimento — este último formado por músicos do quilate de Lino Casagrande, Miguel Angelo Cornutti, Mário Pastor, Adão Leo Silveira, Mário Roque Ramos, Luiz De Angeli e Luciano Cesa.

Entre algumas idas e vindas, Paco seguiu com o Itamone até 1987, atuando, a partir dos anos 1990, como empresário e músico do Resort Costão do Santinho, em Santa Catarina. Aos 71 anos e morando em Caxias do Sul, o músico atualmente prepara um DVD recontando sua trajetória, a partir de fotos, vídeos de apresentações e depoimentos de colegas e amigos. Contatos pelo fone/whatsapp (54) 99100.8943 ou pelo e-mail etmusico@gmail.com.

Trajetória em imagens

Nas fotos desta página, alguns momentos da trajetória de Paco e dos conjuntos que integrou. Na imagem que abre a coluna, o grupo Transisom, que atuou por cerca de um ano e meio, entre 1972 e 1974, animando bailes e festas de casamento nos clubes Juvenil, Juventude e Guarany — o repertório destacava jazz, bossa nova, pop-rock e músicas italianas. A partir da esquerda estão Hilário Ramos de Oliveira (vocal), Carlinhos Vargas (acordeom), Flávio Ramos (baixo), Gersy Saraiva Lopes (bateria) e Paco (guitarra).  

Conforme Paco, o traje da banda, em veludo cotelê bordô, foi bolado por Hilário, a partir da inspiração no visual dos Rolling Stones na época. Já a foto foi de autoria de José Maccagnan, que sugeriu aos músicos deixar de lado as tradicionais poses nas escadarias dos clubes ou em estúdios, optando por locais ao ar livre. Entre os cenários escolhidos, o icônico Moinho da Cascata, eternizado em 1973, e a sede do Recreio do Juventude, em 1972 (abaixo).

Leia mais:
Moinho da Cascata: um ícone da imigração
Agitos do Recreio da Juventude em 1955
Recreio da Juventude: uma nova sede social surge em 1955
Um baile de gala no Recreio da Juventude em 1955
Recreio da Juventude: um Natal em 1955

O Transisom no Recreio da Juventude em 1972: Paco, Carlinhos Vargas, Flávio Ramos, Gersy Saraiva e Hilário Ramos de OliveiraFoto: Studio Maccagnan / Acervo pessoal de Eloy Paco Teixeira, divulgação
Paco (à esquerda, na guitarra) e o Itamone animando um baile no Clube Juvenil no final dos anos 1970Foto: Studio Geremia / Acervo pessoal de Eloy Paco Teixeira, divulgação

Leia mais:
Conjunto Musical Prestige nos anos 1960
1972: o último ano do Pavilhão da Festa da Uva
Relembre as curiosidades da Festa da Uva de 1972
Um baile de gala no Recreio da Juventude em 1955
Festa da Uva de 1981: um quinteto de soberanas  

Os Analfabeatles em 1964: Paco, Rubens Holfinger, Nery Rodrigues Pereira e Guaracy Teixeira na Praça Dante AlighieriFoto: Acervo pessoal de Eloy Paco Teixeira / divulgação

Analfabeatles e Big Band do Itamone

Acima, a estreia de Paco, com o conjunto Analfabeatles, aqui defronte à Estátua da Liberdade , na Praça Dante Alighieri. O grupo surgiu na mesma época da explosão mundial dos Beatles, em 1964, apresentando-se no Colégio São José, na Catholica Domus e no antigo Centro Cultural Ítalo-Brasileiro (CCIB).  

O nome pegava carona no quarteto do Liverpool e aludia ao fato de nenhum dos integrantes falar inglês. A partir da esquerda estão Paco e Rubens Holfinger (guitarras), Nery Rodrigues Pereira (baixo) e Guaracy Teixeira (vocal). 

Abaixo, Paco no auge do sucesso em 1967, com o Conjunto Musical Os Pedreiros, cuja história foi recordada na coluna Memória em 2016. 

Conjunto Musical Os Pedreiros em 1967

Os Pedreiros em 1967: em pé, Nery Rodrigues (baixo), Geri Marchioro (bateria) e Mario Hermes (sax). Agachados, Luiz Fernando Horn e Eloy Teixeira, o Paco (guitarras)Foto: Studio Geremia / Acervo pessoal de Eloy Paco Teixeira, divulgação

Negativos no Arquivo Histórico

Por fim, três poses do mestre e sua guitarra Snake em 1972, durante o ensaio feito com a Big Band do Itamone no estúdio do premiado fotógrafo Mauro De Blanco (1923-2010). A sessão de fotos destacou a big band do Itamone completa, além de registros individuais de cada um dos músicos, com seus respectivos instrumentos. 

Conjunto Musical Itamone em 1972

Fruto de uma doação feita pela família do fotógrafo ao Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, o conjunto de negativos abaixo permaneceu por anos em local não adequado, sofrendo com o mofo e a umidade — daí as imperfeições das fotos.

Leia mais:
Mauro De Blanco no Atelier de Teatro da Aliança Francesa em 1961
O Instante e o Tempo: Mauro De Blanco e a trajetória dos fotógrafos de Caxias do Sul
Confira uma galeria de imagens de Mauro De Blanco pertencentes ao acervo particular da fotógrafa Janete Kriger  
Mauro De Blanco e o Inferno de Dante em 1952
Ferragem Caxiense em 1947 

Eloy Teixeira, o Paco, durante a sessão de fotos para o Itamone em 1972Foto: Mauro De Blanco / Acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação
Ensaio destacou a big band do Itamone completa, além de registros individuais de cada músico, como o guitarrista PacoFoto: Mauro De Blanco / Acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação
O guitarrista Paco e sua lendária Snake em 1972, quando atuava no ItamoneFoto: Mauro De Blanco / Acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Participe

Se você possui fotos de antigos conjuntos musicais de Caxias dos anos 1950 a 1970, envie para o e-mail rodrigolopes33@gmail.com.

Confira outras publicações da coluna Memória
Leia antigos conteúdos do blog Memória

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros