Morre em Caxias do Sul Santina Barp Amorim, ex-secretária da Educação e Cultura - Cidades - Pioneiro
 

Gente02/05/2018 | 11h00Atualizada em 02/05/2018 | 11h05

Morre em Caxias do Sul Santina Barp Amorim, ex-secretária da Educação e Cultura

As últimas homenagens são prestadas na capela A do Memorial São José

Morre em Caxias do Sul Santina Barp Amorim, ex-secretária da Educação e Cultura Facebook/reprodução
Foto: Facebook / reprodução
Pioneiro
Pioneiro

Morreu na noite de terça-feira a ex-secretária da Educação e da Cultura de Caxias do Sul Santina Barp Amorim aos 87 anos. Ela estava internada há uma semana no hospital em decorrência de uma infecção pulmonar e faleceu por insuficiência cardíaca e pulmonar. 

Dona Santina era formada em técnico em contabilidade, além de ter licenciatura em Pedagogia e formação em Museologia e Museografia. Ela teve passagens pela Escola Normal Duque de Caxias, como secretária, e professora nas escolas Santa Catarina, Cristóvão de Mendoza e Emílio Meyer. 

De 1973 a 1976, foi secretária da Educação e Cultura, criando o Centro Olímpico de Caxias do Sul e os símbolos do brasão e da bandeira do município. Também foi secretária-executiva do Movimento Brasileiro de Alfabetização (Mobral), auxiliando na alfabetização de 3,5 mil pessoas na década de 1970.

Em 2015, Dona Santina foi homenageada pelo prefeito Daniel Guerra, que à época era vereador. A prefeitura de Caxias do Sul divulgou uma nota de pesar na manhã desta quarta:

— A trajetória de vida e trabalho de Dona Santina tem o nosso reconhecimento e gratidão, pois sua dedicação foi muito importante para o desenvolvimento dos setores da cultura, educação, esporte e lazer em nossa cidade — escreveu Guerra.

Do casamento com José Amorim (já falecido), deixa os filhos José Mário, Maria Cecília, Rosário e Paulo Fernando, além de nove netos e cinco bisnetos. As últimas homenagens são prestadas na capela A do Memorial São José. A cremação está marcada para as 18h desta quarta-feira, em Caxias do Sul. 

— Ela era o pilar da nossa família. Foi a força de todos nós e tinha um coração gigante. Deixa o legado de cuidado com o outro, com extrema preocupação com o bem-estar, com a educação. Era extremamente acolhedora — reforça a neta Fernanda Medeiros. 

Leia também
Memória: Casa de Negócios de Stefano Luigi Alberti
Tempo nublado e pancadas de chuva nesta quarta-feira em Caxias do Sul

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros