Memória: o Congresso Eucarístico Diocesano de 1948 - Cidades - Pioneiro

Versão mobile

 

Caxias antiga07/05/2018 | 07h30Atualizada em 07/05/2018 | 07h30

Memória: o Congresso Eucarístico Diocesano de 1948

Programação religiosa dominou o largo da Catedral Diocesana de 5 a 9 de maio de 70 anos atrás

Memória: o Congresso Eucarístico Diocesano de 1948 Studio Geremia / Acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação/Acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação
Programação mobilizou até o Aeroclube, que disponibilizou monomotores para sobrevoar o centro da cidade Foto: Studio Geremia / Acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação / Acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Há exatos 70 anos, de 6 a 9 de maio de 1948, Caxias do Sul parou para acompanhar a programação daquele que é considerado o maior encontro religioso realizado até hoje na área central: o Congresso Eucarístico Diocesano. 

Tendo à frente da Diocese o bispo Dom José Baréa (atuante entre os anos de 1936 e 1951), a cidade recebeu milhares de fiéis da região e dezenas de sacerdotes, além de vários bispos do Rio Grande do Sul — passaram por aqui Dom Vicente Scherer, arcebispo de Porto Alegre, Dom Antônio Reis, bispo de Santa Maria, e Dom José Almeida Batista, de Uruguaiana.

Entre as atividades, a comunhão de aproximadamente 12 mil crianças na manhã do dia 6 e a procissão de Nossa Senhora de Caravaggio. O destaque foi o cortejo de automóveis que acompanhou o translado da santa desde o santuário de Farroupilha até a Matriz de Santa Teresa, onde a imagem permaneceu por algumas semanas – naquele dia, mais de 20 mil pessoas estiveram no Largo da Catedral.

Leia mais:
A atuação comunitária do bispo Dom José Barea
Funeral do bispo Dom José Barea em 1951
Inauguração do busto de Dom Jose Barea em 1966
80 anos da Diocese: os bispos de Caxias do Sul desde 1936
Primódios da Diocese de Caxias do Sul em 1931

Comunhão de crianças foi um dos destaques do dia 6 de maio de 1948Foto: Studio Geremia / Acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação
Largo da Catedral ficava lotado durante as missas e celebraçõesFoto: Studio Geremia / Acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Iluminação noturna

Outro símbolo marcante de toda aquela celebração foi o enorme altar-monumento, instalado na esquina das ruas Sinimbu e Dr. Montaury, com a frente voltada para a Rua Marquês do Herval (foto acima). Além de sediar as missas, a estrutura também era mantida iluminada à noite, constituindo-se em um atrativo a quem passasse pelo Centro — e não foram poucos. 

Conforme registrado pela imprensa da época, cerca de 20 mil pessoas acompanharam as liturgias, bênçãos e celebrações. Entre tantos, o governador Walter Jobim, os padres Ernesto Brandalise, Vitorio Cesa e Eugênio Giordani, o promotor público Balduíno D’Arrigo e o empresário Doviglio Gianella.

Leia mais:
Lanifício Gianella: um século de história e histórias
Distribuição de ranchos no Lanifício Gianella em 1941
Memória dos Capuchinhos: 25 anos sem o Frei Ambrósio Tondello  
Primórdios da Igreja de Lourdes
Inauguração da Gruta de Nossa Senhora de Lourdes em 1943

O altar-monumento iluminado era um dos destaques à noiteFoto: Studio Geremia / Acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Repercussão na imprensa

Matéria de primeira página do semanário "O Momento" de 8 de maio de 1948 destacava o evento: "Caxias vive momentos de glória com o 1º Congresso Eucarístico Diocesano". Ao final do texto, profetizava: "As gerações futuras lembrarão o período de 6 a 9 de maio de 1948 como dias de glória para Caxias do Sul, para o povo da Diocese e para todos os brasileiros amantes de Cristo e da Pátria".

Leia mais:
Congresso Eucarístico de 1948: um marco da Diocese
Caxias do Sul durante o 1º Congresso Eucarístico Diocesano
São Pelegrino e o novo espaço da Casa de Memória  

O enorme altar-monumento ao fundoFoto: Studio Geremia / Acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação
Um registro das celebrações captado a partir do telhado da Metalúrgica Abramo Eberle, com o altar-monumento ao fundoFoto: Studio Geremia / Acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação
Foto: Acervo Centro de Memória da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul, divulgação / Acervo Centro de Memória da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul, divulgação

Ouro, prata e bronze

Em meio às comemorações do Congresso Eucarístico, o bispo Dom José Barea também foi homenageado pela direção da Metalúrgica Abramo Eberle. O pontífice recebeu uma finíssima medalha de ouro, constando no anverso a efígie do homenageado e no reverso o escudo do Congresso. Além dela, a metalúrgica ofereceu mais 100 cópias da mesma em prata e outras 2.900 em bronze, a fim de serem vendidas para auxiliar as despesas do evento.

À cerimônia de doação compareceram dona Elisa Venzon Eberle, viúva de Abramo (falecido em 1945) e os filhos José Eberle e Júlio João Eberle, além dos diretores Hugo Argenta, Oscar Martini e Humberto Bassanesi. A homenagem também estampou a capa do jornal "O Momento" de 15 de maio de 1948 (foto abaixo).

Leia mais:
Memórias do Palacete Eberle
Funeral de Abramo Eberle em 1945
Eberle: um relógio de ouro no jubileu de prata
Uma outra faceta da Metalúrgica Abramo Eberle
Antigos vitrais da fachada do Eberle são recuperados
Eberle Centro: detalhes de outros tempos

Foto: Acervo Centro de Memória da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul, divulgação / Acervo Centro de Memória da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul, divulgação
Missas e celebrações reuniram milhares de pessoas na Rua SinimbuFoto: Studio Geremia / Acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação
População tomou as cercanias da Praça Dante e da Catedral durante os quatro dias do CongressoFoto: Studio Geremia / Acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Participe

Você possui fotos antigas do ano de 1948, quando o Pioneiro foi fundado? Podem ser registros da cidade, famílias, esportes, trabalho, educação, lazer e cenas do cotidiano. As imagens devem ser enviadas em alta resolução, com nome e fone de contato, para o e-mail rodrigolopes33@gmail.com.

Leia mais:
Pioneiro 70 anos: formatura dos contadores do Carmo em 1948
Pioneiro 70 anos: anúncios na estreia do jornal em 4 de novembro de 1948
Pioneiro 70 anos: de volta a 1952 

Confira outras publicações da coluna Memória
Leia antigos conteúdos do blog Memória  

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros