Memória: flagrantes das Festas da Uva de 1965 e 1969 - Cidades - Pioneiro

Versão mobile

 

Caxias antiga10/05/2018 | 07h30Atualizada em 10/05/2018 | 07h30

Memória: flagrantes das Festas da Uva de 1965 e 1969

Slides pertencentes ao acervo do Arquivo Histórico Municipal trazem todo o colorido das festas da década de 1960 na Rua Sinimbu

Memória: flagrantes das Festas da Uva de 1965 e 1969 Hildo Boff / acervo pessoal de Ricardo Boff, divulgação/acervo pessoal de Ricardo Boff, divulgação
Em 1965: a distribuição de uvas em caminhões junto ao Largo da Catedral Foto: Hildo Boff / acervo pessoal de Ricardo Boff, divulgação / acervo pessoal de Ricardo Boff, divulgação

Doada recentemente ao Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, uma coleção de slides do fotógrafo Hildo Boff (1931-2014) constitui-se em uma viagem a Caxias do Sul dos anos 1960. Principalmente pelos flagrantes do centro da cidade e dos desfiles da Festa da Uva.

Michelin Filmes: o filme de divulgação da Festa da Uva de 1969

Nas edições de 1965 e 1969, por exemplo, Boff captou todo o colorido e o estilo flower power daqueles tempos, tanto no conceito dos carros alegóricos quanto nos figurinos e alegorias pela Rua Sinimbu.  Nas fotos desta página, alguns exemplares reproduzidos dos nostálgicos slides, cedidos ao Arquivo Histórico pelo filho Ricardo Boff. 

Se você reconhece alguém nas imagens, entre em contato com a coluna.

Leia mais:
Festa da Uva: um ensaio com as soberanas de 1965
Festa da Uva de 1965: miss, bomba e cuia no desfile
O primeiro corso noturno da Festa da Uva em 1969
Os míticos carros alegóricos de Darwin Gazzana
Darwin Gazzana: o mago dos figurinos
Lanifício Gianella na Festa da Uva de 1965

As soberanas de 1965: a rainha Silvia Celli (no alto) e as princesas Ana Maria Botelho (á frente) e Maria Paula Pezzi PortelaFoto: Hildo Boff / acervo pessoal de Ricardo Boff, divulgação
A banda escocesa do Colégio São Carlos desfilando em 1965Foto: Hildo Boff / acervo pessoal de Ricardo Boff, divulgação
Corso iluminado: desfile de carros alegóricos à noite foi a novidade de 1969Foto: Hildo Boff / acervo pessoal de Ricardo Boff, divulgação
Corso iluminado: desfile de carros alegóricos à noite foi a novidade de 1969Foto: Hildo Boff / acervo pessoal de Ricardo Boff, divulgação
Em 1965: cavalos costumavam participar das alegorias que reverenciavam os primórdios da colonizaçãoFoto: Hildo Boff / acervo pessoal de Ricardo Boff, divulgação
O fotógrafo Hildo Boff em ação na Óptica Caxiense, por volta de 1965Foto: Acervo de Hildo Boff / divulgação

O fotógrafo

Conforme informações contidas na publicação O Instante e O Tempo, do Arquivo Histórico Municipal, Hildo Boff atuou na Óptica Caxiense até 1967, quando a seção de fotografia da loja foi desativada. Paralelamente, trabalhou como repórter fotográfico para os jornais Folha da Tarde e Diário de Notícias, além de ter passado pelo lendário Studio Geremia. Ele faleceu em 2014, aos 83 anos.

Leia mais:
Hildo Boff, Óptica Caxiense e a neve de 1965
Livro O Instante e o Tempo: uma cidade, múltiplos olhares
Caxias pelas lentes do fotógrafo Reno Mancuso
Mauro De Blanco e o Inferno de Dante em 1952
Studio Tomazoni e a inauguração do Monumento ao Imigrante em 1954
Studio Geremia: parceiro da coluna Memória
Para recordar do Studio Geremia 

O fotógrafo Hildo Boff em ação na Óptica Caxiense, por volta de 1965Foto: Acervo de Hildo Boff / divulgação

Leia mais:
Festa da Uva: um desfile pela Sinimbu em 1972
1972: o último ano do Pavilhão da Festa da Uva no Centro
Inauguração dos Pavilhões da Festa da Uva de 1975
Festa da Uva: construção da Réplica de Caxias, nos Pavilhões, em 1977

Confira outras publicações da coluna Memória
Leia antigos conteúdos do blog Memória 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros