Comissão orientará comunidade para prevenir o consumo de bebidas na adolescência em Caxias - Cidades - Pioneiro

Versão mobile

 

Conscientização02/05/2018 | 15h48Atualizada em 02/05/2018 | 15h59

Comissão orientará comunidade para prevenir o consumo de bebidas na adolescência em Caxias

Grupos foram formados para elaborar material informativo sobre o tema e encaminhar protocolo de conduta para escolas

Comissão orientará comunidade para prevenir o consumo de bebidas na adolescência em Caxias Bruno Alencastro/Agencia RBS
Foto: Bruno Alencastro / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Uma reunião na manhã desta quarta-feira (2), na Câmara de Vereadores de Caxias, definiu como funcionará a campanha que busca coibir o consumo de bebidas alcoólicas entre jovens do município. 

De acordo com Marjorie Sasset, coordenadora do Conselho Tutelar da Macrorregião Sul, foram formadas duas comissões para tentar conscientizar a população sobre o problema. Uma delas vai organizar e elaborar um material informativo para ser repassado para as famílias e profissionais que trabalham com adolescentes; e a outra vai criar um protocolo a ser seguido pelas escolas da rede pública.

Leia mais
Saiba que ações tentarão coibir a venda de bebida alcoólica para adolescentes em Caxias do Sul
"As operações vão continuar", diz secretária de Urbanismo sobre bares irregulares em Caxias do Sul
Campanha e fiscalização tentarão coibir consumo de álcool por adolescentes em Caxias

— Será um protocolo de conduta para as instituições. Por exemplo, o que fazer se o adolescente entrou com bebida ou outra droga na instituição? Qual é o fluxo legal que tem que adotar? Chamar as forças de segurança, os pais ou notificar o Conselho? Essas situações chegam muito às escolas, que às vezes não sabem como conduzir — aponta Marjorie. 

Já o material informativo para pais e profissionais focará em como tratar da questão no contato com os jovens. 

Participam da iniciativa idealizada pelo Conselho Tutelar representantes da área da segurança pública, dos governos municipal e estadual, do Ministério Público e do poder judiciário, entre outras entidades. A próxima reunião do grupo de trabalho está marcada para o dia 28 de maio, quando os materiais já devem estar prontos. 

A atividade vai culminar com uma campanha dos dias 9 a 13 de julho, data em que o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) completa 28 anos. 

— A gente, como órgão de proteção, acredita que no momento em que houver a conscientização de que o menor de idade não pode comprar, que o consumo de bebida nessa idade traz danos emocionais e sociais, o problema vai reduzir muito — declara a conselheira. 

O grupo também estuda meios de alcançar os próprios adolescentes. Está em discussão a promoção de atividades diferenciadas nas escolas, como palestras e apresentações de teatro, por exemplo. 

Paralelamente, segue a cobrança pela fiscalização pelo poder público a estabelecimentos que vendem bebidas para menores. 

— Isso foi muito levantado pelas forças de segurança. No momento que um estabelecimento é penalizado, os outros começam a ficar de olho. Tem que trabalhar também esse viés — define Marjorie. 

Leia também
Brigada Militar de Caxias do Sul cria patrulha para combater perturbação do sossego
INSS convoca 3 mil gaúchos: saiba se o seu nome está na lista

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros