Após quase ser interditada, Ponte do Korff, no interior de Caxias, passa por reparos emergenciais - Cidades - Pioneiro
 

Ponto turístico10/05/2018 | 09h52Atualizada em 10/05/2018 | 09h52

Após quase ser interditada, Ponte do Korff, no interior de Caxias, passa por reparos emergenciais

Estrutura sobre o Rio das Antas, em Criúva, foi construída em 1907

Após quase ser interditada, Ponte do Korff, no interior de Caxias, passa por reparos emergenciais Gilberto Bascheira/Divulgação
Madeiras do piso foram substituídas para proporcionar mais segurança na travessia Foto: Gilberto Bascheira / Divulgação

A Ponte dos Korff, que fica sobre o Rio das Antas, no distrito de Criúva, em Caxias do Sul, passou por reparos emergenciais após quase ter o trânsito interditado devido a danos no piso. As obras ocorreram no fim de abril por meio de um convênio entre Caxias e Campestre da Serra, que fica na outra margem do curso d'água.

De acordo com o secretário de Obras de Caxias, Leandro Pavan, a madeira sobre a qual os veículos trafegavam estava podre, o que muitas vezes impedia a passagem. Em alguns casos, as tábuas chegavam a ceder e as rodas dos veículos ficavam suspensas.

— Só não interditamos porque tem produtores rurais que precisam se deslocar o tempo todo entre os dois lados do rio. Se o trânsito fosse fechado, iríamos prejudicar muito eles — justifica.

A obra foi realizada por servidores da subprefeitura de Criúva e se estendeu até metade da ponte com a substituição de todas as pranchas de madeira. A outra metade foi realizada pela prefeitura de Campestre da Serra, que trocou apenas as tábuas em pior estado. O custo foi de cerca de R$ 15 mil somente para a prefeitura de Caxias.

O reparo permite garantir a segurança na travessia, mas a ponte ainda precisa de obras estruturais. Segundo Pavan, os pilares de pedra estão erodindo por conta do rio, enquanto a estrutura metálica está corroída. Para resolver o problema, Caxias e Campestre da Serra pretendem firmar um convênio e lançar uma licitação em conjunto, o que ainda não tem data para ocorrer. O custo é estimado em pelo menos R$ 200 mil.

— Hoje ela é segura. A reforma na estrutura é para não precisar fazer uma obra maior no futuro — garante o secretário.

A ponte foi construída em 1907 e, em 2006, foi declarada patrimônio histórico e cultural do Rio Grande do Sul.

Leia também
Polícia Civil indicia rapaz que roubou e agrediu gesseiro em Caxias do Sul
Polícia Civil prende líder que obrigava traficantes a vender para sua facção em Canela 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros