Antônio Prado, a cidade mais italiana do Brasil, luta para manter seu patrimônio histórico - Cidades - Pioneiro
 

Tombamento #1/316/05/2018 | 09h31Atualizada em 17/05/2018 | 21h59

Antônio Prado, a cidade mais italiana do Brasil, luta para manter seu patrimônio histórico

Município tem 48 imóveis protegidos, mas faltam recursos e mobilização para preservá-los

Antônio Prado, a cidade mais italiana do Brasil, luta para manter seu patrimônio histórico Lucas Amorelli/Agencia RBS
Casa Tergolina-Rizzieri: responsabilidade pelo restauro da residência centenária, orçado em R$ 800 mil, foi decidida na Justiça Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

>> LEIA TAMBÉM: Em Antônio Prado, preservação dos bens históricos passa pela educação patrimonial

Antônio Prado, a 50 quilômetros de Caxias, tem a maior herança arquitetônica da imigração italiana de todo o Brasil. O patrimônio é resultado do tombamento de 48 construções centenárias pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), ainda na década de 1980.

Leia mais
Mesmo tombados, prédios históricos de Caxias do Sul correm o risco de desaparecer
Proprietários enfrentam dificuldades para reformar prédios históricos em Caxias do Sul  

A herança única da cidade, porém, é tanto motivo de orgulho quanto de ressentimento entre a população local. Faltam recursos para preservar os imóveis: hoje, sete ações ajuizadas pelo Ministério Público Federal (MPF) tramitam na Justiça, responsabilizando proprietários e a própria União pelas más condições dos bens. 

O reconhecimento pioneiro do valor da arquitetura da cidade possibilitou com que Antônio Prado se tornasse um museu vivo da imigração italiana, mas também a converteu em exemplo prático das dificuldades que envolvem a preservação do patrimônio histórico no Brasil. Entenda, a seguir, a complexa dinâmica da cidade que, para o bem e para o mal, é a representante máxima da memória de toda a região da Serra.

Leia também
Quase 40 mil pessoas esperam por consulta com especialistas em Caxias do Sul
Memória: os 60 anos de crônica social de Werony Sartori

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros