Memória: os 140 anos da família Cattelan no Brasil  - Cidades - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

História26/04/2018 | 07h30Atualizada em 26/04/2018 | 07h30

Memória: os 140 anos da família Cattelan no Brasil 

Descendentes do agricultor Michele Cattelan, chegado em 1878, reúnem-se dia 5 de maio, no município de Santiago

Memória: os 140 anos da família Cattelan no Brasil  Acervo de família / divulgação/divulgação
Os Cattelan e outras famílias durante uma festa religiosa na Comunidade Divino Espírito Santo de Ijucapirama, 3º Distrito de Jaguari, por volta de 1910 Foto: Acervo de família / divulgação / divulgação

Os aniversários de imigração italiana pelo Rio Grande do Sul ganham destaque na próxima semana. No sábado, dia 5, os Cattelan celebram os 140 anos da chegada da família do imigrante Michele Cattelan, em 1878. O 6º Encontro da Família Cattelan ocorre no CTG Os Tropeiros, no município de Santiago, na região central, para onde devem deslocar-se descendentes espalhados por todo o Estado e pelo país.

Encontro da família Gobbato em Monte Bérico 

Conforme informações disponibilizadas pelo leitor Lucas Denardi Cattelan, o agricultor italiano Michele Cattelan era natural de Mareno di Piave, comuna da Província de Treviso, no Vêneto. Na companhia da esposa, Antonia Anna Dal Bo, e dos quatro filhos, Michele migrou para o Brasil aos 44 anos, desembarcando do Vapor Colombo, no Rio de Janeiro, em 12 de fevereiro de 1878. De lá, a família seguiu para Santa Catarina, fixando-se posteriormente no município gaúcho de Silveira Martins. 

Já em 1892, a família transferiu-se para a Colônia Jaguari, nas proximidades da comunidade São Pedro da Fontana Freda. Por volta dessa época, os filhos Luigi e Giuseppe casaram, respectivamente, com as irmãs Giulia e Elisa Damian, filhas de Santo Damian e Marianna Sfreddo — família oriunda da comuna de Fontanafredda, na região do Friuli-Venezia Giulia, província de Pordenone (leia mais ao lado).

A matriarca Antonia Anna faleceu em 25 de novembro de 1890 e foi sepultada no cemitério da Linha Quarta. O patriarca Michele faleceu em 9 de outubro de 1902, e seus restos mortais estão depositados no jazigo de seu bisneto João Damazio Cattelan, no Cemitério Municipal de Jaguari. 

Na imagem que abre a matéria, uma festa religiosa na Comunidade Divino Espírito Santo de Ijucapirama, 3º Distrito de Jaguari, por volta de 1910, com a presença de vários representantes da família Cattelan.

Encontro da família Rauber em Feliz

O casal Luigi Cattelan e Giulia Damian com os três primeiros filhosFoto: Acervo de família / divulgação

O filho Luigi

Luigi Cattelan, um dos filhos de Michele e Antonio Anna, nasceu em 1865, na Itália. Chegado ao Brasil com os pais, em 1878, ele casou-se com a também imigrante italiana Giulia Damian em 1889. Dessa união nasceram 13 filhos: Maria (casada com Fioravante Stival), Antonia (esposa de Angelo Pizzutti), Giovanni (casado com Beneventuta Missaggia), Victória (esposa de Jacques Gerardi), Santo (que casou com Maria Denardi), José (esposo de Santa Bedin), Guilherme (casado com Maria Vaccaro), Elisa (casada com Hermenegildo Stival e, em segundas núpcias, com Giacomo Bolzan), Romano Antonio (que casou com Angela Tramontina), Elvira (esposa de João Kempa), Laurindo (esposo de Regina Maria Pillon), Vergilio (casado com Rosa Prettini) e Adelina (esposa de Antonio Damian Sobrinho).

Na foto acima, o casal Luigi e Giulia com três do 13 filhos.  

Informações

:: (55) 99658.3455, com Genésio Cattelan Frizzo e Carmen Regina

:: (55) 99999.9446, com Milena

:: www.facebook.com/familia.cattelan ou lucascattelan@hotmail.com

Participe da coluna

Você possui fotos antigas de família ou está organizando algum encontro de descendentes? Envie imagens em alta resolução, com a identificação das pessoas e um breve histórico, para o e-mail rodrigolopes33@gmail.com.

Leia mais:
Encontro da família Fermiano Alves em Criúva
Encontro da família Ferro em Vila Flores
Encontro da família Soldatelli em São Marcos
Os 125 anos da família Tonus no Brasil
Encontro internacional da família Bigolin em Pinto Bandeira
Imigração italiana: Isidoro Bigolin e o brinco de ouro
Encontro da família Peruchin em Vacaria  

Confira outras publicações da coluna Memória
Leia antigos conteúdos do blog Memória  

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros