Memória: encontro da família Fermiano Alves em Criúva - Cidades - Pioneiro

Versão mobile

 

Caxias antiga11/04/2018 | 07h30Atualizada em 12/04/2018 | 09h04

Memória: encontro da família Fermiano Alves em Criúva

Primeira reunião dos descendentes de Avelino Fermiano Alves e Luiza Rosa de Jesus Alves ocorreu domingo, em Criúva

Memória: encontro da família Fermiano Alves em Criúva Acervo de família / divulgação/divulgação
O patriarca Avelino Fermiano Alves em 1930 Foto: Acervo de família / divulgação / divulgação

O último domingo, 8 de abril, foi de comemoração extra para a família Fermiano Alves, na Capela São Francisco de Paula, em Ponte dos Ilhéus, interior de  Criúva. Tudo para os descendentes recordarem de uma história iniciada com a união de Avelino Fermiano Alves e Luiza Rosa de Jesus Alves há 113 anos, em 1905.

Nascido em 1880, na localidade de Aldeia dos Anjos, hoje município de Gravataí, o jovem Avelino subiu a Serra a cavalo por volta de 1895, com apenas 15 anos. Foi quando deu início à administração da Fazenda Palanquinhos, arrendada pelo pai, Fermiano Antônio Nunes — as terras abrangiam desde os cânions dos Palanquinhos até a atual Capela São Francisquinho, aproximadamente.

Conforme informações contidas na publicação oficial do encontro, após um período dedicado à criação de gado — e com a obtenção de terras próprias —, Avelino retornou a Gravataí, casando-se com sua segunda-prima Luiza Rosa, oito anos mais jovem. A união deu-se em 1905, quando ele tinha 25 anos e ela, apenas 17. 

Surgiria, a partir daí, a segunda geração da família, formada pelos 16 filhos, nascidos entre 1906 e 1930: Adelino, Ondina, Olinda, Lisbela, Rosalina, Benta, Cecília, Lindorfina, Enedina, Acelina, Osvaldo, Aldo, Dorival, Jovelina, Luiz e Euzelina. Nascida em 1930, a caçula dona Euzelina, 87 anos, foi a representante mais velha do clã a participar do encontro de domingo, vinda diretamente da Bahia. 

Avelino faleceu em 1962, aos 82 anos. Luiza Rosa, em 1978, aos 89. 

Leia mais:
Encontro da família Ferro em Vila Flores
Encontro da família Soldatelli em São Marcos
Os 125 anos da família Tonus no Brasil
Encontro internacional da família Bigolin em Pinto Bandeira
Imigração italiana: Isidoro Bigolin e o brinco de ouro
Encontro da família Peruchin em Vacaria   

Avelino e Luiza Rosa em 1955, na comemoração das bodas de ouroFoto: Acervo de família / divulgação

Líder maragato

No retorno à Serra, na companhia dos irmãos Augusto e Feliciano, Avelino Fermiano Alves consolidou-se com um próspero fazendeiro, oferendo pouso e instalações para os tropeiros de Vacaria que passavam pela região. 

Já em 1923, tornou-se um dos líderes maragatos, e suas terras foram transformadas em acampamento para as tropas seguidoras de Francisco Assis Brasil — oponente a Borges de Medeiros para a presidência do Estado.

Avelino Fermiano Alves em 1930, quando celebrou 50 anosFoto: Acervo de família / divulgação

A foto dos 50 anos

Conforme informações da família, quando completou 50 anos, em 1930, seu Avelino posou para a foto acima, deu uma cópia a cada filho e ofereceu um churrasco aos parentes e amigos das redondezas da fazenda. Era a promessa por ter superado uma doença e completado meio século de andanças.

O encontro

Nas imagens a seguir, dois momentos do encontro de domingo passado, registrados pela leitora Eliane Alves Marchett, filha de Adalcy Siqueira Alves e Oliria Sebem Alves, neta de Adelino Luiz Fermiano e Eulina Siqueira Alves e bisneta de Avelino e Luiza Rosa.

Encontro da família mesclou histórias e homenagens aos pioneiros Avelino e Luiza RosaFoto: Eliane Alves Marchett / divulgação
Celebração em Criúva mesclou história, religião e gastronomiaFoto: Eliane Alves Marchett / divulgação

Confira outras publicações da coluna Memória
Leia antigos conteúdos do blog Memória   

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros