Mais de 100 casos de fraudes em hidrômetros são registradas por mês em Caxias do Sul - Cidades - Pioneiro
 

Fiscalização28/04/2018 | 14h49Atualizada em 28/04/2018 | 14h49

Mais de 100 casos de fraudes em hidrômetros são registradas por mês em Caxias do Sul

Número de problemas identificados reduziu em comparação com 2017

Mais de 100 casos de fraudes em hidrômetros são registradas por mês em Caxias do Sul Roni Rigon/Agencia RBS
Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

Somente de janeiro até abril deste ano, o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) de Caxias do Sul registrou 484 casos de fraudes em hidrômetros.  A média é de cerca de 120 casos por mês. As irregularidades tinham o objetivo de reduzir a conta de água ou violar clandestinamente o corte do fornecimento.

Esse número já foi maior. Em comparação com o ano passado, a quantidade de casos reduziu. Em 2017, a média registrada foi de cerca 220 casos por mês.

Segundo a autarquia, a redução se deve a troca do lacre dos hidrômetros, em outubro de 2017. O modelo antigo, do tipo algema, foi substituído pelo tipo cordoalha, uma espécie de cinta, que possui um número de identificação. A medida possibilita o rastreamento do mecanismo e um controle mais rígido.

A multa, prevista em decreto, para esse tipo de fraude pode chegar a R$ 3.109.

Leia também
Vanius Corte voltará à gerência do Ministério do Trabalho em Caxias 
Negado o segundo recurso para reverter falência da empresa Guerra, de Caxias do Sul 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros