Quase 40% dos casos registrados no Centro de Referência da Mulher de Caxias envolvem agressão de companheiro - Cidades - Pioneiro

Versão mobile

 

Violência05/03/2018 | 08h46Atualizada em 05/03/2018 | 08h46

Quase 40% dos casos registrados no Centro de Referência da Mulher de Caxias envolvem agressão de companheiro

Perfil dos agressores mostra ainda que a maior parte é usuário de drogas ou de bebida alcoólica

Quase 40% dos casos registrados no Centro de Referência da Mulher de Caxias envolvem agressão de companheiro Tadeu Vilani/Agencia RBS
Centro atendeu a 1.987 vítimas em 2017 Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS

O Centro de Referência da Mulher de Caxias do Sul atendeu a 1.987 vítimas em 2017. Do total, 37% dos casos tiveram companheiros como agressor. Outros 23% envolveram ex-companheiros. O levantamento aponta ainda que filhos foram agressores em 6% das situações. As demais envolvem outros graus de parentesco ou desconhecidos, mas em proporção menor. 

O perfil dos agressores mostra ainda que a maior parte é usuário de drogas ou de bebida alcoólica. Cerca de 23% deles também tinham antecedentes criminais. 

A procura por atendimentos no Centro de Referência da Mulher aumentou em relação ao ano anterior. A violência psicológica representou 61% dos casos. As agressões físicas e ameaças de morte vêm na sequência. Além disso, há casos de dano patrimonial, assédio moral e abuso sexual. 

Leia mais
Fórum de Carlos Barbosa terá grupos voltados a agressores em casos de violência doméstica

O Centro atende junto à Coordenadoria da Mulher, no terceiro andar da prefeitura, sem necessidade de agendamento. 

 

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros