Homem admite estupro de menina morta em Caxias do Sul  - Cidades - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Caso Naiara21/03/2018 | 17h40Atualizada em 21/03/2018 | 18h50

Homem admite estupro de menina morta em Caxias do Sul 

Ele também abusou de outra criança em outubro de 2017

Homem admite estupro de menina morta em Caxias do Sul  Felipe Nyland/Agencia RBS
Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

O homem detido pela morte de Naiara Soares Gomes, sete anos, em Caxias, é também o responsável pelo estupro de uma criança de nove anos em 2017. Ele confirmou que violentou Naiara e indicou o local onde estava o corpo. No crime anterior, cometido em outubro do ano passado, a criança estava sozinha e foi abordada a poucos metros do colégio, por volta das 13h. 

Naquela ocasião, o criminoso estava de carro e parou ao lado da vítima. Ele a atraiu alegando que tinha um presente para entregar. A criança, que não conhecia o agressor, aceitou entrar no veículo. Dali, foi levada até a casa do criminoso, onde sofreu o abuso. A criança só foi liberada duas horas depois numa localidade da zona sul da cidade. 

 Leia mais
Vídeo: O que mostram as câmeras do caminho onde menina desapareceu em Caxias
"Fazemos as buscas no mato esperando não encontrá-la", afirma prima de menina desaparecida em Caxias
Confira sete dificuldades da investigação sobre menina desaparecida em Caxias do Sul
Esclareça cinco mitos sobre o desaparecimento de menina em Caxias do Sul 

 O delegado regional Paulo Roberto Rosa da Silva faz uma relação importante sobre os dois casos: as vítimas têm perfil bastante semelhante, e as circunstâncias do rapto também. Naiara e a menina violentada no ano passado iam para a escola quando foram pegas pelo suspeito. A identidade dele ainda não foi divulgada, mas sabe-se que tem cerca de 30 anos.

— Naquela ocasião, foi feito um retratado falado deste elemento, mas houve dificuldade de localização de câmeras na investigação passada. Desta vez, localizamos uma placa e chegamos ao proprietário. As características deste homem  (é estrábico) também batem — detalha o delegado.

O corpo de Naiara foi localizado após o próprio suspeito levar a equipe de buscas até a Represa do Faxinal, na região de Ana Rech. A polícia localizou uma mochila com as botinhas que a menina calçava às margens da estrada que levava até a barragem. A ação contou com apoio de cães farejadores.

Foram eles que acharam o corpo de Naiara próximo a um banhado, usando as mesmas roupas descritas pela família ao sumir. 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros