Símbolo do colunismo social, Mauro Peregrina morre em Caxias do Sul - Cidades - Pioneiro
 

Luto12/02/2018 | 15h34Atualizada em 12/02/2018 | 15h34

Símbolo do colunismo social, Mauro Peregrina morre em Caxias do Sul

Aposentado, ele trabalhou por 36 anos nas empresas Randon

Símbolo do colunismo social, Mauro Peregrina morre em Caxias do Sul Arquivo pessoal / divulgação/divulgação
Foto: Arquivo pessoal / divulgação / divulgação
Pioneiro
Pioneiro

Mauro Peregrina, 66 anos, morreu na madrugada desta segunda, em Caxias do Sul, em decorrência de um câncer no fígado. Aposentado, trabalhou por 36 anos nas empresas Randon, conquistando a todos que passaram por sua vida ao longo destes anos, inclusive a família Randon, que mesmo após a aposentadoria de Mauro sempre o tratava com um grande carinho.

Mauro era casado a colunista social Odinha Peregrina, com quem viveu por 40 anos. Atualmente, ele fotografava para o site de coluna social da mulher, no qual cobriam eventos sociais. 

Apaixonado por motos, ele viajou com Odinha por 38 dias pela Patagônia, por todo Deserto de Atacama, passou pela Cordilheira dos Andes por cinco vezes, e sonhava em viajar por toda América do Sul. Com uma fé enorme em todas suas viagens, procurava sempre um conforto em sua moto para que a mulher viajasse junto.

— Ele era um companheiro incrível. Fiquei casada por 40 anos e se pudesse, viveria por mais 100 anos ao lado dele — afirma Odinha.

Além da mulher, Mauro deixa três irmãs. O velório ocorre nas Capelas São José até as 17h de segunda.  Às 17h30min, haverá a cerimônia de despedida no crematório São José.

Leia também
Dois a três criminosos ainda estariam soltos após ataque a carro-forte na Serra, acredita polícia
Seis pessoas ficam feridas após grave acidente na BR-470, em Veranópolis
Policial fica ferido em confusão durante Carnaval na Estação Férrea de Caxias do Sul 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros