Prefeito de Caxias do Sul diz que vai "lutar" para convencer Conselho da Saúde - Cidades - Pioneiro

Versão mobile

 

Terceirização do Pronto Atendimento07/02/2018 | 15h17Atualizada em 07/02/2018 | 15h19

Prefeito de Caxias do Sul diz que vai "lutar" para convencer Conselho da Saúde

Em coletiva na manhã desta quarta-feira, Daniel Guerra chamou de equívoco decisão de não aprovar a administração compartilhada do Postão 24 Horas

Prefeito de Caxias do Sul diz que vai "lutar" para convencer Conselho da Saúde Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

No balanço do primeiro ano de gestão e apresentação dos projetos previstos para 2018, o prefeito de Caxias do Sul, Daniel Guerra, apontou como uma das principais preocupações a implementação do programa UBS+, que prevê que os médicos do Postão 24 Horas sejam transferidos de Unidades Básicas de Saúde se a gestão do principal Pronto-Atendimento da cidade for compartilhada. Para isso, Daniel Guerra depende do Conselho de Saúde.

— Continuaremos aguardando e lutando para que o Conselho possa corrigir o equívoco de 2017 de não implantar o programa imediatamente em 2018 — afirmou em entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira (6).

No ano passado, o Conselho não aprovou a terceirização do Postão. Guerra disse que é frustrante ter recursos para realocar 260 profissionais para postos de saúde e não poder implantar pelo que chamou de falta de sensibilidade e questões corporativistas.

Leia mais
Prefeitura de Caxias voltará a solicitar aprovação da terceirização do Postão no Conselho de Saúde

— As consequências são muito danosas. Então, eu acredito nos novos conselheiros. Faremos um diálogo permanente com cada um dos membros — afirmou o prefeito.

Na área da saúde, Guerra também destacou a previsão de entregar em 2018 duas novas UBSs, a do bairro Reolon e a do bairro São Vicente, além de promover outras reformas.

Obras viárias

Apesar de listar para 2018 o início das obras da rótula da Rota do Sol no trevo da Codeca, o prefeito preferiu não estipular um prazo para esta obra, que é uma das demandas mais aguardadas na área de mobilidade.

— A estimativa é que ocorra no início do primeiro semestre.

Outro acesso complicado de Caxias do Sul, o do bairro Planalto pela BR-116, ainda não tem confirmação se começará neste ano, como as obras que serão realizadas com os recursos do financiamento da Corporação Andina de Fomento (CAF).

— É inegável que aquilo precisa de uma intervenção do poder público. Nós faremos, mas quando faremos ainda depende de avaliação — afirmou Guerra.

Comissão da CAF esteve visitando a cidade nesta semana, para buscar mais detalhes de como e quando serão aplicados os US$ 33 milhões. O cronograma de trabalho deve ser enviado até o dia 9 de fevereiro.

Outros destaques

A coletiva serviu também para o prefeito mostrar o novo desenho do site da prefeitura. As duas principais divisões são entre conteúdos de gestão e de serviços. O objetivo foi torná-lo mais visual. Foi ressaltado que o desenvolvimento foi feito com recursos próprios.

Um vídeo com o projeto de construção de um Centro de Proteção Animal também foi apresentado. O local vai transformar o canil municipal e área construída será de 2,3 mil metros quadrados. As obras começam neste ano e a expectativa de término é até o final da gestão.

 Leia também
"Ele dizia que só queria ser preso", relata refém de assaltante que atacou carro-forte em Bento Gonçalves
Prefeitura ingressará com pedido de reintegração de posse de cinco Amobs de Caxias do Sul  

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros