Frei Jaime: o vazio não deveria ocupar tantos espaços - Cidades - Pioneiro
 

Opinião06/02/2018 | 06h45Atualizada em 06/02/2018 | 06h45

Frei Jaime: o vazio não deveria ocupar tantos espaços

Quando o bem e o amor não perpassam as entranhas, o vazio se impõe

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Um lugar para os sentimentos

Bom Dia! A claridade foi tomando conta... amanheceu mais um dia! Que esta terça-feira seja de oportunidades e de bênçãos... Que a paz não invente de desaparecer de vista... Vamos lá! Vai dar certo! 

"O vazio ocupa um espaço imenso." 

A interioridade humana é feita de muitos espaços. Num certo sentido, há lugar para todos os sentimentos e, inclusive, para algumas contradições. Viver é habitar-se continuamente. O vazio não deveria ocupar tantos espaços, ao longo dos dias e anos. A vida aguarda por complementos e preenchimentos. Quando o bem e o amor não perpassam as entranhas, o vazio se impõe. Uma pessoa portadora de vazio existencial está propensa à qualquer coisa, simplesmente fragilizada, insegura e sem perspectivas. 

É necessário um intenso cuidado para não se deixar invadir pelo vazio. Há muitas ofertas materiais e emocionais que oferecem instantes de felicidade e deixam, como rastro, tão somente o vazio e a decepção. Viver é uma descoberta diária, a partir das convicções que ultrapassam os tempos e acenam para a eternidade. 

Um dos sintomas do vazio é a perda do sentido da vida. Tem crescido o número de pessoas que não valorizam o que são e nem o que possuem. O amor próprio facilmente tem despencado e provocado instabilidade e tristeza. A vida tem um valor imenso, apesar de algumas frustrações e sofrimentos. Sempre valerá a pena recomeçar, tantas vezes quantas forem necessárias. O vazio só adentra o coração se houver permissão. O segredo é não dar vez, se ele bater à porta, de imediato mostrar o amor, nas suas múltiplas facetas. Uma pessoa que ama verdadeiramente viver, dificilmente terá espaços vazios dentro de si. 

O materialismo não consegue responder satisfatoriamente diante do desejo de viver, que se apresenta e se manifesta diariamente. Ninguém se sustenta e nem constrói história se não estiver pleno de significado. A bondade tem sido um bom antídoto para combater o vazio. Quem faz o bem dificilmente se esvazia. 

Bênçãos! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraços!        


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros