Fim de orçamento previsto em contrato interrompe obras de restauração entre Caxias e Garibaldi - Cidades - Pioneiro

Versão mobile

 

Desde janeiro28/02/2018 | 14h50Atualizada em 28/02/2018 | 14h50

Fim de orçamento previsto em contrato interrompe obras de restauração entre Caxias e Garibaldi

Segundo o Daer, obras vão continuar após a renovação do acordo

Fim de orçamento previsto em contrato interrompe obras de restauração entre Caxias e Garibaldi André Fiedler/Agência RBS
Obras foram realizadas por meio de contrato de restauro Foto: André Fiedler / Agência RBS

A interrupção da restauração da RS-122 e da RS-453, entre Caxias do Sul e o entroncamento com a BR-470, em Garibaldi, ocorreu devido à utilização de todo o orçamento previsto em contrato. As obras foram realizadas até o fim de janeiro.

As intervenções na rodovia são realizadas por meio do contrato de conserva, assinado em 23 de março do ano passado, com duração de um ano. O acordo prevê o repasse de R$ 6,7 milhões para a empresa contratada realizar roçada e recuperação da pista em toda a área atendida pela superintendência do Daer em Bento Gonçalves.

De acordo com a autarquia, como todo o valor já foi aplicado na restauração deste trecho e em outros reparos, é preciso um aditivo do atual contrato ou a renovação do acordo para que as obras tenham continuidade. O processo, segundo o órgão, já está em andamento. Até lá, a sinalização do trecho será reforçada, já que pintura e colocação de placas integram outro contrato que ainda não teve todo o orçamento executado.

Já o trecho urbano da Rota do Sol, entre o acesso ao bairro Santa Fé e a BR-116, em Caxias, estão com as obras concluídas. A recuperação foi executada por meio de outro programa, o Contrato de Restauração e Manutenção de Rodovias (Crema/Serra), firmado para o recapeamento da Rota do Sol entre Caxias e o distrito de Lageado Grande, em São Francisco de Paula.

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros