Venezuela confirma que brasileiro foi detido e está em centro bolivariano de inteligência - Cidades - Pioneiro

Versão mobile

 

América Latina05/01/2018 | 16h52Atualizada em 05/01/2018 | 16h52

Venezuela confirma que brasileiro foi detido e está em centro bolivariano de inteligência

Jonatan Moisés Diniz, 31 anos, sumiu no dia 26 de dezembro

Venezuela confirma que brasileiro foi detido e está em centro bolivariano de inteligência Acervo Pessoal/Facebook
Foto: Acervo Pessoal / Facebook

A família de Jonatan Moisés Diniz, gaúcho de Ijuí, filho de um morador de São Marcos, recebeu nesta sexta-feira a confirmação por parte do governo da Venezuela de que o rapaz, desaparecido desde o dia 26 de dezembro, foi preso por autoridades locais. As informações são da GaúchaZH.

Trata-se de uma boa notícia, comemorada pelo irmão de Jonatan, o comerciante Juliano Diniz, 34 anos, em entrevista por telefone à coluna no início desta tarde. 

Leia mais
Filho de morador de São Marcos vira preso político na Venezuela

Durante 10 dias, a família de Jonatan, que mora em Balneário Camboriú, Santa Catarina, ficou sem notícias sobre o paradeiro do jovem. O rapaz estaria em um dos três centros bolivarianos de inteligência, segundo relato da embaixada brasileira em Caracas. 

A GaúchaZH entrevistou o irmão do preso. Leia aqui.


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros