Fiéis participam de missa em homenagem à beatificação do padre João Schiavo, em Caxias do Sul  - Cidades - Pioneiro

Religiosidade29/10/2017 | 14h30Atualizada em 29/10/2017 | 15h43

Fiéis participam de missa em homenagem à beatificação do padre João Schiavo, em Caxias do Sul 

Após a celebração, foi servido um almoço no salão paroquial da comunidade

Fiéis participam de missa em homenagem à beatificação do padre João Schiavo, em Caxias do Sul  Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Uma missa de ação de graças na manhã deste domingo, em Fazenda Souza, marcou o fim das comemorações da beatificação do padre João Schiavo, em Caxias do Sul. A celebração ocorreu na parte externa da capela, onde está o túmulo do religioso, e foi presidida pelo superior provincial da Província Argentina-Chile, padre José Luis Di Paolo.

O tempo ensolarado e o clima agradável contribuíram para que dezenas de fiéis participassem da missa campal, que contou com a presença dos Bispos Josefinos do Belém do Pará e do Equador, além de sacerdotes da região. 

Leia mais
Beatificação do padre João Schiavo reúne milhares
Confira o conteúdo da carta apostólica enviada pelo Papa que transformou padre Schiavo em beato
Fiéis de diversas cidades e países participam de beatificação em Caxias
FOTOS: confira imagens da beatificação nos Pavilhões
Especial: conheça a história do padre João Schiavo

Alguns devotos aproveitaram a celebração para visitar o túmulo do beato. Entre eles, estava o aposentado Velocino Visona, 71 anos. Orando próximo ao túmulo do religioso, o morador de Caxias disse que agradecia as graças alcançadas nos últimos anos. Ele estava acompanhado da esposa Leoneide Fiorio Visona, 69. 

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 29/10/2017. Missa em Fazenda Souza em homenagem ao Padre João Schiavo, beatificado no sábado em Caxias do Sul. Velocino Visona, 71 anos, e a esposa Leoneide Fiorio Visona, 69 anos, dizem ter recebido graças do após rezarem novenas para o padre. (Diogo Sallaberry/Agência RBS)
Velocino Visona, 71 anos, e a esposa Leoneide Fiorio Visona, 69, agradeceram as graças alcançadas Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

— A irmã da minha esposa ficou doente em outubro em 2014. Descobriram que ela tinha uns nódulos. E eu resolvi fazer uma novena para o padre João Schiavo. Comecei no dia 27 de dezembro daquele ano, por nove meses. Hoje ela está curada, não existe mais nada. E eu fiz mais nove meses de novena pra agradecer — conta Visona.

Após a celebração, foi servido um almoço no salão paroquial da comunidade. 

 


 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros