Unicesumar aposta em novo modelo de ensino em Caxias do Sul - Cidades - Pioneiro

Educação25/09/2017 | 06h30Atualizada em 25/09/2017 | 06h30

Unicesumar aposta em novo modelo de ensino em Caxias do Sul

Proposta do novo centro de ensino será apresentada nesta segunda-feira na CIC

Pioneiro
Pioneiro

Salas de aulas integradas a laboratórios físicos e virtuais, com recursos de realidade aumentada e uso de tecnologias que auxiliam o aluno a praticar em casa são as apostas do modelo de educação híbrido do Centro Universitário Cesumar (Unicesumar). A proposta será apresentada nesta segunda-feira pelo reitor da instituição, Wilson de Matos Silva, a partir das 11h30min, durante a reunião-almoço da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC). 

Unicesumar aposta em novo modelo de ensino em Caxias
Foto: João Scheffer / Divulgação

A modalidade ofertada pela Unicesumar foi pensada para reformular a dinâmica de aprendizado, melhorar o desempenho dos estudantes e evitar a evasão no ensino privado. Os primeiros cursos da unidade caxiense nesse modelo são Engenharia e  Arquitetura e Urbanismo, com ano letivo previsto para começar em fevereiro próximo.

O formato da atividade é invertido: em casa, o aluno se prepara para as aulas e revisa os conteúdos, enquanto na classe tem ensinamentos práticos dos conceitos estudados. A semana é organizada em seis dias de atividades, sendo três de ensino a distância (EAD), um de aula por transmissão online e dois encontros presenciais.

Leia mais
Grupo promove manifestação contra a "cura gay" no Parque dos Macaquinhos, em Caxias
kiko Girardi confirma que votará contra a admissibilidade do impeachment de Daniel Guerra

Para o reitor do Centro Universitário, o setor privado vem se colocando em uma posição relevante em relação ao público, que tem passado por cortes orçamentários. Conforme Wilson Silva, cerca de 85% dos alunos de curso superior optam pelas escolas privadas, o que justifica a necessidade de fomentar o setor mesmo em épocas de instabilidade. Em Caxias do Sul, a Unicesumar pretende investir, ao longo de três anos, cerca de R$ 1 milhão.

— A gente vence a crise reinventando as nossas ações. Por isso, vamos oferecer um ensino de baixo custo, com mensalidades que giram em torno de R$ 800, ou seja, 60% a menos dos valores tradicionais das graduações de Engenharia e Arquitetura, que custam em média R$ 2 mil. De fato, para uma cidade com potencial industrial como Caxias, esses cursos vêm a calhar — analisa o reitor.

No polo caxiense, que foi construído há um ano e conta hoje com cerca de 300 estudantes na modalidade EAD, a instituição prevê a contratação de professores para o primeiro semestre do próximo ano e mantém a expectativa inicial de 120 novos alunos matriculados, sendo 80 em Engenharia e 40 na Arquitetura e Urbanismo, conforme estima Adelyne Pereira, gestora comercial de ensino a distância. 

No Rio Grande do Sul, o modelo híbrido será implementado ainda em Porto Alegre, Pelotas, Rio Grande e Passo Fundo. A Unicesumar também está investindo R$ 100 milhões em pesquisa e desenvolvimento nas unidades do país, incluindo a sede da instituição em Maringá, no Paraná.

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros