Em 2010, filial da Marcopolo do Rio de Janeiro também foi consumida pelo fogo  - Cidades - Pioneiro

Incêndio04/09/2017 | 08h41Atualizada em 04/09/2017 | 08h41

Em 2010, filial da Marcopolo do Rio de Janeiro também foi consumida pelo fogo 

À época, seis pessoas morreram e sete ficaram feridas 

Em 2010, filial da Marcopolo do Rio de Janeiro também foi consumida pelo fogo  Vagner Montezano/divulgação
Foto: Vagner Montezano / divulgação
Pioneiro
Pioneiro

Há 7 anos, em 22 de setembro de 2010, um incêndio similar ao que destruiu a unidade de plásticos da Marcopolo de Caxias no domingo, atingiu a Ciferal Indústria de Ônibus, empresa de fabricação de carrocerias para ônibus que pertence ao grupo Marcopolo, no Rio de Janeiro, deixando seis mortos e sete feridos.

A fábrica ficava na Baixada Fluminense, em Xerém, no município de Duque de Caxias. O fogo começou por volta das 8h e bombeiros do Grupamento de Combate a Produtos Perigosos chegaram em 20 minutos, mas já havia vítimas. As equipes de socorro trabalharam combatendo o incêndio e auxiliando as pessoas intoxicadas pela fumaça.

Leia mais
Marcopolo, em Caxias do Sul, é referência no combate a incêndios
Risco de propagação de incêndio na Marcopolo, em Caxias do Sul, foi controlado no início da noite
Entidades empresariais e dos trabalhadores de Caxias lamentaram incêndio na Marcopolo
Marcopolo, em Caxias, pode parar atividades por pelo menos uma semana após incêndio
Incêndio atinge unidade de plásticos da Marcopolo no bairro Ana Rech, em Caxias

Marcelo Borba da Silva, Edmundo Santos, Edson da Silva Werneck, Sérgio Correia, Sérgio Teixeira e Carlos Henrique Vieira estavam no subsolo da empresa ajudando a resgatar as vítimas, mas não resistiram à grande quantidade de fumaça e morreram por intoxicação. Além deles, cinco feridos foram atendidos e liberados no próprio local e encaminhados para hospitais.

A causa do incêndio, segundo relatos na época do comandante das Unidades Especializadas dos Bombeiros, coronel Valdinei Dias da Silva, foi desconhecida, mas o fogo teria começado na garagem da empresa, em uma espécie de almoxarifado com difícil acesso, o que acabou prejudicando o resgate das vítimas.


 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros