Assembleia deve decidir se médicos em greve terão representatividade no Sindiserv, em Caxias - Cidades - Pioneiro

Crise na saúde18/07/2017 | 18h42Atualizada em 18/07/2017 | 18h49

Assembleia deve decidir se médicos em greve terão representatividade no Sindiserv, em Caxias

Sugestão foi levantada em reunião na Câmara de Vereadores

Assembleia deve decidir se médicos em greve terão representatividade no Sindiserv, em Caxias Carolina Klóss/Agencia RBS
Por mais de duas horas, vereadores, médicos e Sindiserv discutiram a crise na saúde pública de Caxias do Sul Foto: Carolina Klóss / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

A crise na saúde pública de Caxias foi pauta de mais uma reunião envolvendo médicos, vereadores e Sindicato dos Servidores Municipais (Sindiserv). Convocado pela Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores, o encontro ocorreu na tarde desta terça-feira, mas, novamente, sem definições que levem ao fim imediato da greve dos médicos do Sistema Único de Saúde (SUS). A paralisação dura três meses e já provocou o cancelamento de mais de 25 mil consultas - que ainda não têm plano para serem recuperadas pela prefeitura.

Leia mais
CIC emite sinal de preocupação com secretários do governo Daniel Guerra
Daniel Guerra abre as portas para vereadores para discutir situação da saúde pública em Caxias

Depois de mais de duas horas de discussão, a sugestão passada pelos vereadores foi de que a comissão representativa dos médicos se reúna com o Sindiserv para alinhar uma proposta. A ideia é de que um documento único seja encaminhado ao Executivo para apreciação. Grande parte do impasse que faz com que as negociações não avancem diz respeito à representatividade dos médicos: os profissionais afirmam que o Sindicato dos Médicos é o representante da categoria; já o Executivo diz que apenas negocia com o Sindiserv, entidade do funcionalismo público.

A presidente do Sindiserv, Silvana Pirolli, garantiu que está aberta para receber os profissionais que estão paralisados. Já o presidente da comissão dos médicos, André Pormann, não garantiu o encontro, já que a decisão precisa ser tomada em assembleia. Os médicos vão se reunir hoje para discussão.

— Devemos pensar na população, que está sofrendo com essa falta de atendimento. Já participei de inúmeras reuniões com o Executivo para tratar de saúde, mas vamos nos reunir quantas vezes for preciso. Só deixo claro que o Sindiserv não faz diferenciação entre categorias. Todo o funcionalismo é importante — destacou Silvana.

 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros