Veranópolis e Caxias do Sul decretam situação de emergência - Cidades - Pioneiro

Chuva no RS09/06/2017 | 11h05Atualizada em 09/06/2017 | 11h57

Veranópolis e Caxias do Sul decretam situação de emergência

Cidades da Serra foram muito afetadas com o temporal de quinta-feira

Veranópolis e Caxias do Sul decretam situação de emergência Felipe Nyland/Agencia RBS
Em Veranópolis, o prefeito Waldemar De Carli também declarou situação de emergência Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

Em função dos estragos causados com o temporal de quinta-feira, Caxias do Sul e Veranópolis decretaram situação de emergência. As duas cidades estão entre as mais afetadas com o granizo e os ventos fortes que começaram ainda durante a madrugada. No distrito caxiense de Vila Oliva, uma idosa de 78 anos morreu e cinco pessoas ficaram feridas. Conforme levantamento da prefeitura, cerca de 230 casas foram danificadas; no distrito, aproximadamente 100 residências ficaram completamente destruídas. 

No Salão Paroquial, que não foi atingido, estão sendo servidas refeições organizadas por voluntários. No local, as equipes da Fundação de Assistência Social (FAS) também fazem um levantamento com os moradores para estimar as perdas e solicitar as doações. 

Leia também:
Temporal provoca queda de árvores em pelo menos três pontos da BR-116 na Serra
Pelo menos 200 casas atingidas pelo temporal em Veranópolis

Em Veranópolis, o prefeito Waldemar De Carli (PMDB) também declarou situação de emergência, classificando o desastre como nível I de média intensidade. Os bairros mais prejudicados foram, segundo os bombeiros, Santa Lúcia, Pôr do Sol, Vila Azul, Renovação, Santo Antônio, Medianeira e Sagrado Coração de Jesus. De acordo com a prefeitura, 689 famílias procuraram ajuda do Corpo de Bombeiros e da Secretaria de Desenvolvimento Social, Habitação e Longevidade para conseguir lonas para cobrir suas casas que tiveram os telhados danificados. Porém, ninguém teria ficado desabrigado.

De Carli acredita que os prejuízos na cidade tenham passado de R$ 1 milhão, mas salienta que um levantamento está sendo realizado por técnicos da prefeitura:

— Ainda estamos vendo os estragos em aviários e em galpões no interior, nos prédios públicos. Nesta sexta está tudo sob controle porque a chuva deu uma trégua. Estamos aguardando a homologação do decreto de emergência, mas não vamos medir esforços para reconstruir a cidade.

Como ajudar:

Em Caxias: dois pontos de arrecadação, uma na prefeitura e outro no ginásio em frente à Escola Erny de Zorzi, em Vila Oliva. Os itens mais necessários são: colchões, cobertores, roupas, cestas básicas, toalhas e itens de higiene, como sabonete e pasta de dente. A prefeitura na Rua Alfredo Chaves, 1.333, no bairro Exposição.
Em Veranópolis: entre em contato pelos telefones (54) 3441-7242 ou 3441-6419.

A forte chuva também às estradas da região. Além disso, a ponte que liga os municípios de Bento Gonçalves e Cotiporã, uma das alternativas para chegar a Veranópolis, está submersa. Os motoristas que pretendem ir para Veranópolis, Cotiporã, Fagundes Varela e municípios da região podem utilizar a ERS-431, em direção a Guaporé. A distância entre Bento Gonçalves e Veranópolis por Guaporé é de 120 quilômetros - três vezes mais que a ligação pela BR-470.

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros