Projeto de melhorias em trecho da RSC-453 pode ser revisado novamente - Cidades - Pioneiro

Demora29/06/2017 | 21h53Atualizada em 30/06/2017 | 12h28

Projeto de melhorias em trecho da RSC-453 pode ser revisado novamente

Obras de trevo de acesso ao bairro Santa Fé estão sendo adiadas desde 2015

Pioneiro
Pioneiro

Motoristas precisam esperar boa vontade de quem trafega por RSC-453 Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

A Secretaria de Trânsito, Transportes e Mobilidade de Caxias do Sul pediu uma reunião e aguarda espaço para agenda do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer/RS) para conversar sobre a reformulação do trevo de acesso ao bairro Santa Fé, próximo ao antigo posto São Luiz. 

Segundo o titular da pasta, Cristiano de Abreu Soares, desde o início do ano o setor técnico da secretaria listou itens que precisam ser melhor esclarecidos no projeto. A ideia é que a reunião sirva para detalhar o plano de reformulação e aprofundar os pontos onde há dúvidas, como por exemplo, quanto à iluminação da rótula e até a existência de um contador do Samae no local.

O trevo fica no km 141 da RSC-453, no trecho urbano da Rota do Sol, e é apontado como um dos maiores gargalos do trânsito da cidade. Por causa disso, foi incluído em um convênio entre município e Daer para modificar trechos críticos da Rota do Sol. Com base no acordo, a prefeitura de Caxias contratou uma empresa para elaborar o projeto. O Daer analisou o documento e devolveu ao município com sugestão de correções. Em abril deste ano, porém, o contrato com a empresa responsável pelo projeto já havia terminado. 

O secretário garante que a obra no trecho é uma das prioridades do município:

— Estamos debatendo com o setor técnico da secretaria desde o início do ano e pretendemos deixar tudo alinhado para, futuramente, não toparmos com imprevistos que nos obriguem a investirmos mais do que o previsto.

A previsão inicial é que a reformulação integrasse o SIM Caxias e custasse cerca de R$ 3 milhões com dinheiro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do governo federal. Como há a necessidade de se rediscutir o projeto, o secretário não tem mais previsão de custo ou de início das obras. A prefeitura já sinalizou o começo dos trabalhos em pelo menos três ocasiões, com inclusive aval do Daer.

Para motorista Jorge Stangherlin, ideal seria construção de elevada. Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

Enquanto os processos burocráticos que precedem o início das melhorias no trevo se arrastam há mais de dois anos, o entroncamento continua apresentando riscos a quem precisa atravessar a rodovia para acessar os bairros da Zona Norte. O caminhoneiro Jorge Stangherlin afirma que utiliza o cruzamento quase diariamente e, às vezes, precisa esperar um longo tempo até conseguir efetuar o contorno:

— O ideal seria que construíssem uma elevada. Às vezes, chego a esperar 10 minutos aqui e ainda dependo da boa vontade de quem está vindo pela Rota do Sol — comenta. 

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros