Mais de 100 moradias sofreram estragos devido ao temporal em São Sebastião do Caí  - Cidades - Pioneiro

Prejuízos08/06/2017 | 11h53Atualizada em 08/06/2017 | 17h41

Mais de 100 moradias sofreram estragos devido ao temporal em São Sebastião do Caí 

Prefeitura está fazendo a distribuição de lonas para as famílias afetadas

Pioneiro
Pioneiro

Foto: Prefeitura de São Sebastião do Caí / divulgação

Equipes da prefeitura de São Sebastião do Caí e da Defesa Civil ainda contabilizam os estragos causados pelo temporal da madrugada desta quinta-feira. Segundo a contagem inicial, mais de 100 residências foram parcialmente ou completamente destelhadas. A  prefeitura está fazendo a distribuição de lonas para as famílias afetadas.

Uma família já foi removida para o ginásio do bairro Rio Branco e a expectativa é que até o final do dia mais pessoas sejam retiradas das moradias. Outros 30 internos de uma comunidade terapêutica, que fica às margens do Rio Caí, também foram abrigados em um ginásio do Parque Centenário, em virtude do nível das águas.

Os bairros mais atingidos pelo temporal são Quilombo, Centro e Navegantes — comunidade tradicionalmente afetada pelas enchentes. Na região central, estruturas de loja desabaram devido às rajadas de vento. A cidade também ficou sem energia elétrica durante parte da manhã. A luz começou a ser restabelecida a partir das 10h. 

Leia mais
Temporal deixa um morto e pelo menos 150 casas destelhadas em Vila Oliva
FOTOS: veja algumas imagens do temporal na Serra
Temporal deixa 150 mil clientes da RGE sem luz, a maioria na Serra
Ventos chegaram a mais de 70km/h na Serra Gaúcha nesta quinta-feira
Confira os pontos de bloqueio nas rodovias da Serra


Foto: Prefeitura de São Sebastião do Caí / divulgação

Não há bloqueios em estradas e ruas da cidade — árvores chegaram a interditar algumas vias, mas já foram removidas. 

Outra preocupação dos órgãos do município é quanto ao nível do Rio Caí. Conforme a última marcação, o nível do rio estava cerca de 10,60 metros acima do normal e a previsão é de que pode chegar a 12,80 metros às 17h desta quinta-feira. 
 
A atual perspectiva da Defesa Civil é de que as águas continuem subindo durante a noite e atinjam entre 13 e 14 metros. 

A prefeitura também confirmou que três caminhões do Exército e mais de 30 homens devem chegar à cidade para auxiliar na remoção das famílias. Cinco mil metros de lona serão enviados pelo Governo do Estado nas próximas horas. 

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros