Prefeitura de Caxias do Sul organiza feira para vendedores de rua aos domingos - Cidades - Pioneiro

Novidade19/03/2017 | 14h31Atualizada em 19/03/2017 | 14h31

Prefeitura de Caxias do Sul organiza feira para vendedores de rua aos domingos

Evento ocorrerá na praça das feiras no bairro São Pelegrino

Prefeitura de Caxias do Sul organiza feira para vendedores de rua aos domingos Roni Rigon/Agencia RBS
A secretária explica que serão reservadas cotas para grupos Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

A prefeitura de Caxias do Sul estabeleceu um espaço para artesanato e venda de outros produtos comercializados por ambulantes na cidade na praça das feiras, no bairro São Pelegrino. A feira ocorrerá todos os domingos entre as 10h e as 17h. A intenção da administração é realizar o primeiro evento, batizado de Feira Sem Fronteiras, no dia 9 de abril. Conforme a Secretária de Urbanismo de Caxias do Sul, Mirangela Rossi, a previsão é de que haja até 40 estandes de venda fornecidos pela prefeitura. São gazebos de dois por três metros, em princípio de alumínio, com cobertura de lona e que têm espaço para três a quatro pessoas.

Leia mais
Prefeito diz vice alegou que não gosta da vida pública
Vice-prefeito de Caxias diz que não teria problema em reconsiderar a renúncia
Secretário de Saúde de Caxias defende gestão compartilhada para abertura da UPA Zona Norte

A secretária explica que serão reservadas cotas para grupos, divididos em floristas, indígenas, senegaleses, clubes de mães, artesãos e artistas em geral. Em princípio, são 20 pessoas por grupo; se houver mais interessados, a secretária afirma que será feito um rodízio a cada domingo. Os gazebos serão adquiridos pela prefeitura nos próximos dias e serão montados nos dias de feira. Para o cadastro dos interessados, a secretaria de urbanismo reservou o horário das 15h às 16h a partir da próxima segunda-feira. É necessário levar um documento de identidade, CPF e o cartão de CNPJ para os microempreendedores individuais (MEI). Os artesãos também podem ser inscritos pela secretaria da cultura, ou pela secretaria de urbanismo com a carteira do artesão. 

Em relação a possíveis estruturas para venda de alimentos ou bebidas, Mirangela ainda está avaliando como poderá incluir esse tipo de comércio na feira.Conforme a secretária, a ideia é promover uma atividade aos domingos para integrar a comunidade com as diferentes etnias, combinando também o evento no primeiro domingo de cada mês com uma atividade da secretaria da cultura. Sobre o evento não ser diário e poder não atender à rotina de vendas de ambulantes na cidade, Mirangela pontua que alguns estão sendo encaminhados para a secretaria de desenvolvimento para se cadastrarem como MEI. 

A partir daí poderão se licenciar, conforme a secretária, a exemplo de vendedores que atuam de porta em porta. Mirangela Rossi reitera que a comercialização no centro não vai ser permitida.Com relação ao artesanato na praça Dante Alighieri, a secretária afirma que pensa em fazer um ajuste no código de posturas do município em um próximo momento. Enquanto isso, a prática segue permitida no dia do artesão. A secretária também diz que vai ser estudada a possibilidade de integração dos floristas em determinados espaços e o uso dos parklets.

Mirangela informa que está conversando com os grupos interessados e se reuniu com o Centro de Atenção ao Migrante sobre a feira. Com os índios, ela diz que vai marcar uma reunião também com a presença do Ministério Público Federal. 

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros