"Ele estava sempre rindo", diz colega de jovem morto em acidente em Flores da Cunha - Cidades - Pioneiro

Despedida16/11/2016 | 10h48Atualizada em 16/11/2016 | 10h48

"Ele estava sempre rindo", diz colega de jovem morto em acidente em Flores da Cunha

O sepultamento está marcado para as 16h desta quarta-feira, no cemitério de São Gotardo

"Ele estava sempre rindo", diz colega de jovem morto em acidente em Flores da Cunha Facebook/Reprodução
O rapaz trabalhava na empresa da família e cursava o primeiro semestre de Engenharia Mecânica na UCS Foto: Facebook / Reprodução
Pioneiro
Pioneiro

A comunidade de São Gotardo, interior de Flores da Cunha, despede-se nesta quarta-feira de Heyzon Cavalli da Silva, 18 anos, vítima de um acidente de trânsito. O jovem dirigia uma caminhonete Tucson, perdeu o controle e colidiu contra um poste de concreto na madrugada de sábado. Ele morreu na noite de terça-feira no Hospital Pompéia, em Caxias do Sul. O velório ocorre na igreja da comunidade de São Gotardo, interior da cidade. O sepultamento está marcado para as 16h desta quarta-feira, no cemitério da comunidade.

Leia mais:
Família pede doação de sangue para jovem que se acidentou em Flores da Cunha
Colisão entre caminhonete e poste deixa jovem em estado grave em Flores da Cunha
Após campanha de familiares de jovem que se acidentou em Flores da Cunha, Banco de Sangue agenda 21 doações

— Ele estava sempre rindo e fazia os funcionários todos rirem. Ainda estamos muito chocados — lamenta Verônica Branchini, 21 anos, colega de trabalho.

Heyzon cursava o primeiro semestre de Engenharia Mecânica na Universidade de Caxias do Sul (UCS) e morava com a irmã, Shandrine, e os pais, Luiz e Marines, em São Gotardo. Apaixonado por jipe, gosto que herdou do pai, ele participava do Jeep Clube de Flores da Cunha. Ele trabalhava na Universul Indústria e Comércio, empresa da família onde auxiliava em serviços gerais.

— Era um menino muito trabalhador, estava sempre disposto a ajudar, escutava os conselhos dos pais e dos mais velhos, sempre queria aprender. Ele ajudava no que precisasse na empresa — recorda Verônica Branchini.

O acidente ocorreu por volta de 1h de sábado na Rua John Kennedy, área urbana da cidade, quando o rapaz voltava da casa de amigos. Com o impacto, o carro ficou dobrado ao meio. O Corpo de Bombeiros auxiliou na retirada do corpo das ferragens.
O carro que o rapaz conduzia colidiu contra um poste na Rua John Kennedy por volta da 1h de sábado

Com o forte impacto, a caminhonete guiada pelo rapaz ficou quebrada ao meio. Bombeiros ajudaram no socorro Foto: Maicom Cesar Bandiera / divulgação


 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros