Com comida e orações, senegaleses celebram festa religiosa em Caxias - Cidades - Pioneiro

Cultura19/11/2016 | 16h40Atualizada em 19/11/2016 | 16h54

Com comida e orações, senegaleses celebram festa religiosa em Caxias

Festa ocorre no salão da igreja São Pelegrino

Com comida e orações, senegaleses celebram festa religiosa em Caxias Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Durante o dia também ocorrem cantos religiosos e orações Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Centenas de senegaleses em Caxias do Sul celebram, neste sábado, a Grande Festa de Touba (Grand Magal de Touba). Senegaleses espalhados por todo o mundo realizam os festejos no mesmo dia: é o 18º dia do calendário lunar, que corresponde à data da partida do líder religioso Cheikh Ahmadou Bamba Mbacké para o exílio, em 1895. Em Caxias, a festa ocorre no salão da igreja São Pelegrino e segue até as 18h deste sábado.

Leia mais:
Famílias do Vila Amélia II tentam ocupar área pública no bairro Villagio Iguatemi em Caxias
Bairro Planalto Rio Branco reivindica área de lazer, em Caxias do Sul
Blitz flagra 15 motoristas bêbados na madrugada de sábado em Caxias do Sul


O evento é marcado por muita fartura. Em Caxias, os senegaleses serviram almoço gratuito e aberto à comunidade. No horário da refeição, eles cessam os cantos religiosos e orações para realizar uma espécie de conferência na língua materna, o wolof. O cardápio, com pratos com carne, legumes e ovos, é preparado por eles mesmos, que arrecadaram dinheiro entre si. Quem chegava ao salão por volta das 14h, quando era servida a comida, era convidado a sentar e almoçar — além de homenagear o líder, a ideia foi mostrar um pouco da cultura senegalesa e a receptividade.

— A religião muçulmana é isso, aceitação de outras pessoas, amor, convivência, oração — diz Demba Sokhna, 28 anos, presidente do movimento negro imigrante no Brasil e que vive em Caxias há três anos e meio.

Esta é a quinta edição da festa em Caxias, cidade que há anos tem sido um dos destinos preferidos pelos imigrantes africanos em busca de trabalho.

O evento é organizado pela associação religiosa dos senegaleses em Caxias do Sul, conhecida entre eles como Dahira Nourou Narayni.

Os senegaleses serviram almoço gratuito e aberto à comunidade Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS


 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros