Caxias aguarda posição da Uber para encaminhar projeto de regulamentação - Cidades - Pioneiro

Transporte15/11/2016 | 14h25Atualizada em 15/11/2016 | 14h25

Caxias aguarda posição da Uber para encaminhar projeto de regulamentação

Conforme secretário, uma das tendências é que seja cobrada uma taxa fixa

Caxias aguarda posição da Uber para encaminhar projeto de regulamentação Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Para utilizar o serviço basta baixar o aplicativo no celular  Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Após reunião no dia 3 de novembro com a Uber, a secretaria de trânsito de Caxias do Sul aguarda até o final desta semana um documento com informações e demandas da empresa para encaminhar a regulamentação do serviço. O aplicativo começou a funcionar no dia 28 de outubro em Caxias do Sul. A partir dessa data, a secretaria de trânsito entrou em contato com a Uber e fez reuniões com a empresa e com os taxistas para coletar as demandas desses dois grupos a fim de regulamentar o aplicativo. Após análise, a secretaria irá encaminhar o seu posicionamento para o vereador Adiló Didomenico (PTB), que protocolou projeto de regulamentação na Câmara.

Leia mais:
Uber faz novas reuniões com motoristas da Serra 
Uber reúne interessados em operar o serviço em Caxias
Uber deve anunciar nesta quinta quando começará a operar em Caxias

Segundo o secretário de trânsito, Manoel Marrachinho, uma das tendências é que a taxa a ser cobrada pelo serviço seja fixa, como em Porto Alegre, de forma semelhante à taxação dos táxis, e não por quilômetro rodado, como funciona em São Paulo. A secretaria ainda não fechou posição sobre isso, mas considera que esse modelo é mais fácil de administrar.Uma das demandas da Uber, conforme o secretário, já manifestada em reunião, é de que possa haver um número ilimitado de carros por CPF. A secretaria, no entanto, é contra esse ponto por considerar que isso dá margem para a formação de frotas. Os taxistas também têm demandas que ainda serão analisadas na formulação da proposta. Uma delas é de que os táxis possam se cadastrar na Uber.

Outra demanda do sindicato dos taxistas é de que os carros do Uber tenham um selo de identificação. O secretário Marrachinho é contra por considerar que esse aspecto desvirtua o serviço da Uber, que não é de carros que possam ser chamados na rua pelos clientes por oportunidade. Já o presidente do sindicato dos taxistas, Adail da Silva, defende que o selo não seja na parte externa, mas por dentro, para a fiscalização constatar se se trata realmente de carro que presta serviço através do aplicativo.O projeto do vereador Adiló também prevê que os carros da Uber sejam vistoriados regularmente, assim como os táxis.

 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros