Audiência sobre creches inacabadas termina sem acordo em Caxias  - Cidades - Pioneiro

Educação infantil23/11/2016 | 13h19Atualizada em 23/11/2016 | 13h20

Audiência sobre creches inacabadas termina sem acordo em Caxias 

Encontro na Justiça Federal buscava acordo para conclusão de obras em três cidades da Serra 

A primeira audiência de conciliação sobre creches inacabadas no Rio Grande do Sul terminou sem acordo em Caxias do Sul na terça-feira. A ação do Ministério Público Federal e do Ministério Público do Estado envolve quatro obras na serra: uma em Bom Jesus, duas em Farroupilha e uma em Gramado. As informações são da Gaúcha Serra.

Leia mais
Cartinhas para o Papai Noel estão disponíveis nos Correios de Caxias
Diplomação dos eleitos para prefeitura e Câmara será no dia 19, em Caxias
Licitação para serviços funerários abre espaço para fim do monopólio em Caxias
Arborização urbana de Caxias: resultados mostram 463 mil árvores, mas pouca biodiversidade

As obras com material pré-moldado da empresa MVC foram contratadas pelos municípios com repasse de valores pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Diversas obras da empresa pararam em todo o país ou nem mesmo foram iniciadas em função de uma falta de entendimento sobre atualização de valores de contrato. No Rio Grande do Sul, apenas seis de 208 obras foram concluídas.

A audiência de conciliação tinha o objetivo de chegar a um acordo para que as obras fossem finalizadas, já que a tecnologia é própria da MVC. Sem o acordo, a Justiça Federal de Caxias do Sul deu um prazo de dez dias para que a empresa e seus acionistas apresentem documentos sobre a situação financeira da empresa, que está em processo de venda. 

O Ministério Público Estadual e o Ministério Público Federal entraram com pedido de liminar para que as obras sejam concluídas ou os recursos da MVC e seus acionistas sejam bloqueados.

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros