Morto em acidente de trânsito, jovem de Caxias tem órgãos doados - Cidades - Pioneiro

Despedida08/10/2016 | 19h38Atualizada em 08/10/2016 | 19h43

Morto em acidente de trânsito, jovem de Caxias tem órgãos doados

Luciano Zenatto, 20 anos, será sepultado em Antônio Prado

Morto em acidente de trânsito, jovem de Caxias tem órgãos doados Facebook/Reprodução
O rapaz estudava Agronomia na UCS e gostava de passar os finais de semana com a família e amigos em Antônio Prado Foto: Facebook / Reprodução

Morto em um acidente de trânsito na noite de quinta-feira, Luciano Zenatto, 20 anos, ajudou a salvar vidas doando órgãos: rins, coração, córneas e tecidos foram destinados aos receptores. Zenatto dirigia um um Jetta que bateu em uma árvore na BR-116, em Caxias. O acidente ocorreu na altura do Km 149, próximo à Penitenciária Industrial de Caxias do Sul e ao acesso à UCS. Ele é velado na igreja São Jorge na linha Schiochet, em Antônio Prado. O sepultamento está marcado para as 9h de domingo, no cemitério da localidade.

Leia mais:
Morre jovem envolvido em acidente na BR-116, em Caxias do Sul
Rapaz de Caxias morto em acidente em Vale Real voltava de festa


Zenatto morava com os pais e irmãos em Caxias do Sul, onde nasceu, e estudava Agronomia na UCS. Na quinta-feira, durante o intervalo da aula, o jovem e um amigo, Rafael Pauletti, 21, saíram para dar uma volta com o Jetta de outro colega. Zenatto acabou perdendo o controle e colidindo frontalmente em uma árvore. Ele teve a morte constatada na sexta-feira. Até a noite deste sábado, Pauletti seguia na UTI do Hospital Pompéia.

Dezenas de amigos e familiares postaram homenagens a Zenatto no perfil dele no Facebook. O jovem, que se formaria no ano que vem, gostava de passar os finais de semana em Antônio Prado, de onde os pais vieram e onde ainda vivem grande parte da família e muitos amigos.

— Era muito educado, dedicado, tinha sempre um sorriso lindo no rosto. Estamos todos inconsoláveis, foi um choque — desabafa a empresária Andreia Mattana, 41, prima da mãe do jovem e que o viu crescer.

Zenatto trabalhava com a família na Comércio de Alimentos Vêneto, empresa de classificação e venda de frutas.


 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros