Instantes e tempos eternizados - Cidades - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Memória17/05/2016 | 06h01Atualizada em 17/05/2016 | 10h01

Instantes e tempos eternizados

Sessão solene na Câmara de Vereadores nesta terça homenageia fotógrafos que registraram Caxias do Sul até meados dos anos 1960

Instantes e tempos eternizados Clemente Tomazoni/Agencia RBS
 Visita de Getúlio Vargas à propriedade da família de Romano Facchin (de terno escuro, atrás de Getúlio)), em outubro de 1950, em São Marcos da Linha Feijó.. Na imagem, a chegada de Getúlio ao sítio, registrada por Clemente Tomazoni.  Foto: Clemente Tomazoni / Agencia RBS


Fotógrafos que eternizaram Caxias do Sul entre 1885 e 1960 e seus descendentes serão homenageados nesta terça à noite, na Câmara de Vereadores. A sessão solene, alusiva ao Dia da Imigração e Colonização Italiana em Caxias, também divulga o livro O Instante e o Tempo - A Fotografia em Caxias do Sul, lançado durante a Festa da Uva. 

Livro O Instante e o Tempo: uma cidade, múltiplos olhares

O álbum, produzido e editado pelo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, destaca a vida e a obra de mais de duas dezenas de profissionais da imagem, entre eles Ulysses Geremia, Julio Calegari, Sisto Muner, Mauro De Blanco, Domingos Mancuso e Clemente Tomazoni.

Do total de 26 fotógrafos perfilados no livro, quatro participarão do encontro, a partir das 19h30min, no plenário da Câmara de Vereadores. São eles: Ary Pastori, 83 anos, atuante em Caxias desde o início dos anos 1950; o casal José Maccagnan e Ilda Polesso Maccagnan, responsável pelo lendário estúdio Real Color; e Vasco Rech, que notabilizou-se nos anos 1970 e 1980 pelas coberturas esportivas e policiais.

A solenidade é aberta à comunidade.

Doações enriquem acervo do Arquivo Histórico e auxiliam pesquisas

Doações a partir do livro

A partir do lançamento do livro O Instante e o Tempo, em março, descendentes do fotógrafo Giovanni Battista Serafini doaram ao Arquivo Histórico Municipal uma série de imagens, que enriqueceram ainda mais o acervo referente à trajetória do profissional em Caxias.

Registros preciosos, como o reproduzido abaixo, foram cedidos à instituição pela família Magnabosco, por meio das netas Lucy Magnabosco de Paula Moreira e Thereza Luiza Magnabosco Cosner e da bisneta Silvana Magnabosco Moreira.

Na imagem vemos Candida Guerra Serafini e o fotógrafo Giovanni Battista Serafini com os filhos Josephina (E), Hugo (C) e Flora em 1900.

Arquivo Histórico Municipal celebra 40 anos

A seguir, outras imagens dos fotógrafos homenageados:

Candida Guerra Serafini e Giovanni Battista Serafini com os filhos Josephina (E), Hugo (C) e Flora em 1900 Foto: Giovanni Battista Serafini / Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami,divulgação
Costureiras da família Brusa em São Luiz da Terceira Légua em 1920. Foto: Rodolfo Balzaretti / Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami,divulgação
           Humberto Storchi em 1925, fotografado por Julio Calegari. Foto: Julio Calegari / Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami,divulgação
Imagem de Julio Calegari traz  a família do empresário do setor têxtil  Matteo Gianella. Matteo parece com a esposa Ermelinda Viero Gianella e os filhos Remo (E), Doviglio, Elite (a menor) e Itália (D), em 1932. Foto: Julio Calegari / Ver Descrição
Honeyde Bertussi, músico tradicionalista gaúcho em 1948. Foto: Ary Cavalcanti / Acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami,divulgação
Sala para fotografar do Studio Geremia nos anos 1950. Lá trabalharam os fotógrafos Giácomo Geremia e seu filho Ulysses Geremia.  Foto: Studio Geremia / Acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami,divulgação
O Cavalinho Azul, montagem da Aliança Francesa de Caxias do Sul, em 1962, Na foto, Any Danckwardt (ao fundo), Hermínio Bassanesi (ao centro) e Renan Falcão de Azevedo (o palhaço). Foto: Mauro De Blanco / Acervo de família,divulgação

Ícones das imagens

Giovanni Battista Serafini (1869-1954)

Francesco Moscani (sua presença em Caxias deu-se entre 1888 e 1901)

Umberto Zanella (1878-1957)

Domingos Mancuso (1885-1942)

Reno Mancuso (1919-1974)

Primo Postali (1874-1949)

Giacomo Geremia (1880-1966)

Ulysses Geremia (1911-2001)

Julio Calegari (1886-1938)

Sisto Muner (1892-1974)

Rodolfo Balzaretti (1889-1960)

Jacob Kappes (1900-1980)

Valério Zattera (1911-1996)

Amadeu Zinani (1912-2002)

 Ary Cavalcanti (1912-1994)

Mauro De Blanco (1923-2010)

Clemente Tomazoni (1919-1990)

Antonio Beux (1921-1994)

Hildo Boff (1931-2014)

Waldemar Lazzzarotto (1921-1984)

Remy Bisol (1938-2016)

João Rech (1931-1986)

Ary Pastori 

Vasco Rech 

José e Ilda Maccagnan


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros