Memória: os 115 anos do Colégio São José - Cidades - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

História16/03/2016 | 06h01

Memória: os 115 anos do Colégio São José

Educandário ganha homenagem na Câmara de Vereradores nesta quinta e festa no sábado

Memória: os 115 anos do Colégio São José acervo Colégio São José/divulgação
O prédio do colégio em meados dos anos 1940. Foto: acervo Colégio São José / divulgação

A homenagem da Câmara de Vereadores aos 115 anos do Colégio São José, nesta quinta-feira (17), reforça a importância de uma das instituições de ensino mais tradicionais da cidade. Fundado em 11 de fevereiro de 1901, o colégio carrega traços do processo da imigração européia no fim do século 19, além de ter contribuído para o fortalecimento religioso na região.

A cidade e o Colégio do Carmo pelo olhar do Irmão Bonifácio

A história do educandário inicia-se com a chegada das irmãs Azélia Diorcet, Clotilde Zabrer e Dorothée Pachod, além da madre Paula Dunand, vindas da comunidade de Moutiers, na França. No Brasil, o grupo fixou-se, primeiramente, em Garibaldi. Entretanto, alguns meses após a chegada da congregação, a madre Paula e a freira Dorothée adoeceram, morrendo em seguida. Com o grupo reduzido, algumas missionárias foram enviadas da França para a Serra, entre elas a madre Maria Felicidade Duc.

Formatura das alunas-mestras do Colégio São José em 1936

Além de Garibaldi, as freiras também passaram por Antônio Prado, onde fundaram uma escola em meados de 1900. Um ano depois, madre Maria Felicidade e outras três irmãs chegaram a Caxias do Sul, dando início à fundação do Colégio São José. O primeiro prédio a abrigar as atividades do educandário foi uma casa pertencente ao senhor Francisco Balen, na Avenida Júlio de Castilhos.

A construção de um imóvel próprio só iniciaria em 1903, após a congregação adquirir três lotes na Rua Os Dezoito do Forte. O prédio de alvenaria abrigou sete salas de aula com capacidade para 200 alunos até 1932, quando foi arquitetada a ala localizada na Rua Dr. Montaury.

Formatura do Magistério do Colégio São Carlos em 1965

Na imagem que abre a reportagem, o colégio em meados dos anos 1940. Na foto abaixo, a construção do espaço que abriga o auditório. Por fim, um registro da década de 1930, com um grupo de alunas defronte ao prédio principal. O regime misto de alunos só chegaria ao colégio em 1969.

Colégio La Salle, uma história de 80 anos

Calouros, bixos e lembranças de antigos vestibulares


Registro da construção do espaço que abriga o auditório. Foto: acervo Colégio São José/ divulgação

Formandos de Contabilidade do Carmo em 1965

Formatura do ginásio do Colégio Santo Antônio em 1966


Alunas em frente ao colégio em meados da década de 1930. Foto: acervo Colégio São José/ divulgação

Comemoração no sábado
 
O aniversário de 115 anos do educandário será comemorado no próximo sábado (19), Dia de São José.

A programação inclui missa às 10h30min na Igreja Imaculada Conceição, com a presença do bispo diocesano Dom Alessandro Rufinoni e do frei Jaime Betega. Após, será servido almoço no salão dos Capuchinhos. Informações pelo telefone 3223.6799.

Formandas da Escola Normal Duque de Caxias em 1957

A formatura das normalistas de 1964


Algumas datas

1937:
início do curso ginasial
1939: fundação da Biblioteca Raimundo Magnabosco
1945: criação da primeira turma do Jardim de Infância
1947: a pedido de famílias da cidade, cria-se a Escola de Formação de Professores Primários
1958: início do curso Científico e criação da primeira banda do colégio
1969: começo do regime misto, durante a administração da irmã Lourdes Maria Perozzo

Primário do Colégio do Carmo em 1949: um encontro 65 anos depois

Confira outras publicações da coluna Memória.

* Com a colaboração de Alana Fernandes e informações da direção da escola.

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros