Personalidades são homenageadas em honraria de Aldo Locatelli, em Caxias - Cidades - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Reconhecimento19/08/2015 | 15h07

Personalidades são homenageadas em honraria de Aldo Locatelli, em Caxias

Sessão solene da Câmara de Vereadores foi realizada nesta terça-feira

Personalidades são homenageadas em honraria de Aldo Locatelli, em Caxias Luiz Carlos Erbes / divulgação/
Os homenageados foram Alvino Brugalli, Emilio Sessa, Ivan Furlan, Padre Eugênio Giordani e Véra Zattera Foto: Luiz Carlos Erbes / divulgação
Pioneiro

A Honraria Especial Aldo Locatelli foi realizada nesta terça-feira, durante uma sessão solene da Câmara de Vereadores, na Igreja São Pelegrino, em Caxias do Sul. A homenagem, em alusão aos 100 anos que o pintor e muralista ítalo-brasileiro teria completado nesta semana se estivesse vivo, foi conferida a Alvino Melquides Brugalli, Emilio Sessa (In Memoriam), Ivan Antonio Furlan, Padre Eugênio Ângelo Giordani (In Memoriam) e Véra Stedile Zattera.

Confira as últimas notícias do Pioneiro

O presidente da Associação de Cultura e Arte Aldo Locatelli (Scala), o homenageado Ivan Antonio Furlan, pronunciou-se em nome das cinco personalidades.

— Em meio às obras de reformas da paróquia, ao longo dos anos, a partir de campanhas de arrecadação, foi necessário quebrar uma parede que estava com infiltração. No interior dela, encontramos a pedra fundamental de 19 de março de 1944, marcando o início dos trabalhos originários da atual edificação — contou.

O filho de Aldo, Roberto Locatelli, e o Padre Leonardo Pereira, pároco da Igreja São Pelegrino, receberam diplomas de menção honrosa. O mesmo reconhecimento teve o Padre Mário, cujo diploma ficou com Leonardo. A Câmara ainda entregou placa à Scala. Ampere Giordani, sobrinho do falecido padre, ficou com o diploma e o troféu do pároco precursor da igreja. Quanto a Sessa, já falecido, a representação coube ao professor e historiador Arnoldo Doberstein, presidente do Instituto Cultural Emilio Sessa (ICES).

No decorrer da cerimônia, apresentaram-se o Coral Aldo Locatelli e o Quarteto de Clarinetes da Orquestra Municipal de Sopros de Caxias do Sul. Os homenageados foram indicados pela comunidade ao legislativo caxiense.

Conheça os homenageados:

Alvino Melquides Brugalli

Nascido em 21 de julho de 1931, em Mata (RS), Alvino Melquides Brugalli é aposentado e reservista do Exército Brasileiro. Casado com Adelina Tonietto Brugalli e pai de Flávio, Ivan, Marli e Vania, ele veio para Caxias do Sul, em 1950. A sua chegada à Serra gaúcha, passando, antes, por Garibaldi, se deveu a ordenações militares. O momento coincidia com o início das atividades do 3º Grupo de Artilharia Antiaérea (GAAAe), em solo caxiense. Egresso do seminário, Brugalli começou a participar da rotina da Igreja São Pelegrino, por meio do coral. No início dos anos 1960, a pedido do padre Eugênio Ângelo Giordani, participou da organização da Associação de Cultura e Arte Aldo Locatelli (Scala), fundada em 1964. Posteriormente, dedicou-se a pesquisar a história da própria igreja e das suas portas, o que resultou na publicação do livro: "Portas de bronze: fé, arte, história" (Siderúrgica Tomé, 2004). As portas de bronze têm três divisões: amor, paz e justiça.

Emilio Sessa (In Memoriam)

Nasceu em Bérgamo, na Itália, em 10 de agosto de 1913. Junto com Aldo Locatelli, estudou na "Scuola D''Arte Applicata all''industria Andrea Fantoni", naquela localidade. Veio para o Brasil, em 1948, com Locatelli, para pintar a Catedral de Pelotas. A dupla também atuou na Igreja Santa Terezinha, de Porto Alegre (1952-1957), na Catedral de Santa Maria (1954), na Igreja Matriz de Itajaí (1955), na Igreja de São Pelegrino, de Caxias do Sul (1951-1956), na Igreja Matriz, de Novo Hamburgo (1962). Retornou para a Itália, em 1965. Faleceu em Bérgamo, no dia 4 de fevereiro de 1990. Em Caxias, na Igreja São Pelegrino, Sessa desenvolveu a parte decorativa em composição com os afrescos de Locatelli. Também, na paróquia de São Pelegrino, executou a pintura das 14 Obras de Misericórdia (sete corporais e sete espirituais), cujo projeto foi concebido por Locatelli. Em solo caxiense, Sessa ainda realizou pinturas sacras na Capela do Colégio São José.

Ivan Antonio Furlan

Nasceu em 21 de dezembro de 1958, em Caxias do Sul. Representante comercial e bacharel em Direito, pela Universidade de Caxias do Sul (UCS), formado em 1987, é casado com Celina Galiotto Furlan e pai de Daniel, Felipe, Gabriela e Rafaelle. Desde 1999, preside a Associação de Cultura e Arte Aldo Locatelli (Scala), entidade filantrópica voltada a reunir recursos, para manter a obra do artista. Entre algumas das ações, por meio da Scala, está o primeiro restauro da Igreja São Pelegrino (2002-2009). No momento, Furlan conduz novo projeto de recuperação do mármore da fachada frontal e de pintura externa da mesma igreja.

Padre Eugênio Ângelo Giordani (In Memoriam)

Nasceu em 10 de julho de 1910, no município de Encantado. Foi o primeiro pároco da Igreja São Pelegrino, criada por D. José Baréa, em 27 de fevereiro de 1942. Em 8 de março de 1942, Giordani tomou posse na paróquia. Em 19 de março de 1944, houve o lançamento da pedra fundamental, que daria origem à atual edificação da igreja. A missa de inauguração da então nova paróquia, na Avenida Itália, 50, aconteceu em 2 de agosto de 1953. Coube a Giordani contratar Aldo Locatelli para idealizar e pintar obras sacras, na Igreja São Pelegrino, cujos trabalhos se iniciaram em 1950. O padre idealizou a Associação de Cultura e Arte Aldo Locatelli (Scala), que, desde 1964, busca manter vivo o legado do artista. De 1956 a 1963, na 3ª e na 4ª legislaturas de Caxias do Sul, Giordani atuou como vereador, pelo PDC. O óbito de Giordani ocorreu em 6 de março de 1985, às 23h57min, no Hospital Pompéia, em Caxias do Sul. Os restos mortais de Giordani repousam sobre a pedra fundamental da igreja que idealizou. Em sua lápide, aos pés da Pietà, duas palavras: "Sacerdos Crédidit" (Sacerdote que acreditou).

Véra Stedile Zattera

Caxiense, nascida em 17 de maio de 1945, casada com Hugo Zattera e mãe de Adriano, Beatriz e Túlio, é pesquisadora e professora da Universidade de Caxias do Sul (UCS), desde 1969. Graduada em Licenciatura em Desenho e especialista em Vestuário Tradicional e Costumes, já editou mais de 20 trabalhos. Em 1995, publicou o livro "Aldo Locatelli" (Educs, 1995). No Brasil e no exterior, participou de conferências e realizou mais de 150 exposições. Também atua como figurista, inclusive de óperas. Entre alguns prêmios, está o Distinzione, do Consulado Italiano de Porto Alegre.

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros