"Achamos que a imagem do Santo era de metal, mas era de papel", diz bombeiro que combateu incêndio em Caxias - Cidades - Pioneiro

Fato inusitado14/06/2015 | 16h31

"Achamos que a imagem do Santo era de metal, mas era de papel", diz bombeiro que combateu incêndio em Caxias

Casa foi praticamente toda consumida pelo fogo neste sábado

"Achamos que a imagem do Santo era de metal, mas era de papel", diz bombeiro que combateu incêndio em Caxias Jonas Ramos/Agencia RBS
Maria e Altemir dos Santos, mãe e filho, voltaram à casa que passou pelo incêndio para conferir a imagem de Santo Antônio. Foto: Jonas Ramos / Agencia RBS

Os bombeiros que apagaram as chamas da casa que pegou fogo neste sábado, no bairro Forqueta, foram os primeiros a perceberem que uma imagem de Santo Antônio estava praticamente intacta. O fato inusitada ocorreu bem na data em que os católicos comemoram o dia do santo casamenteiro. Eles notaram a imagem na parede da casa enquanto faziam o rescaldo na residência, após o incêndio já ter sido controlado.

— Quando vimos a imagem, achamos que ela era de metal e não de papel. Foi bem inusitado, ainda mais que atrás dela, a parede também estava com tinta, enquanto o cômodo todo estava queimado — conta o 1º tenente Vanderlei da Silva, que era o oficial em serviço no sábado.

O incêndio ocorreu por volta das 16h, na Rua Marcelo Giácomo. Conforme Silva, foram deslocadas guarnições do Centro, do Desvio Rizzo e da Zona Norte para controlar as chamas. Como a casa era de madeira, porém, a estrutura foi praticamente toda consumida antes dos bombeiros chegarem.

Na hora em que o fogo começou, estava dentro da casa Renato dos Santos, 53 anos, que é deficiente físico. A mãe dele Maria dos Santos, 68, estava na área externa da casa colhendo ervas para fazer um chá.

Quem conseguiu socorrer Renato foi o irmão dele, Altemir dos Santos, 50. Ele reside nas proximidades e viu a fumaça vinda da casa da mãe.

— O Renato tinha emperrado a cadeira de rodas em uma porta, então peguei ele no colo. Na hora de sair, acabei caindo e machucando o rosto, mas ele não se machucou porque eu já estava em uma área sem fogo alto — conta Altemir.

A suspeita inicial é que as chamas tenham começado na cozinha, mas as causas oficiais ainda não foram divulgadas. Os bombeiros foram acionados pelos vizinhos de Maria.

A família agora se abriga na casa de conhecidos, enquanto recebe doações. Maria, que neste domingo ainda estava bastante emocionada, conta que sempre foi devota de Santo Antônio e que a imagem, retirada de um calendário, estava na casa desde 2003. Vizinhos e demais moradores do bairro também se mostravam surpreendidos neste domingo ao verem que apenas a borda da folha de papel estava danificada.

— Para quem tem fé, é difícil não ver um significado nessa imagem intacta — destaca Diniz Zucoloto, morador de Forqueta.

Doações
Quem quiser ajudar a família de Maria pode entregar doações na Unidade Básica de Saúde de Forqueta ou ligar para Diniz no (54) 9973.5015.

Notícias Relacionadas

Ocorrência curiosa 14/06/2015 | 10h30

No Dia de Santo Antônio, imagem religiosa resiste a incêndio em Caxias

Fogo consumiu casa de madeira no bairro Forqueta

Fé 13/06/2015 | 16h27

Centenas de católicos participam da procissão de Santo Antônio, em Bento Gonçalves

Fiéis percorreram as ruas centrais da cidade com a imagem do padroeiro

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros