Inaugurado há dois anos em Caxias do Sul, Sistema Marrecas deve abastecer oito mil casas ainda em 2014 - Cidades - Pioneiro

Versão mobile

 

Abastecimento22/12/2014 | 06h02

Inaugurado há dois anos em Caxias do Sul, Sistema Marrecas deve abastecer oito mil casas ainda em 2014

Além de Jardim das Hortênsias e Castelo, Samae quer levar água da barragem aos bairros Serrano e Capivari

Inaugurado há dois anos em Caxias do Sul, Sistema Marrecas deve abastecer oito mil casas ainda em 2014 Jonas Ramos/Agencia RBS
Desde setembro, 5 mil casas dos bairros Jardim das Hortênsias e Castelo são abastecidas pelo Marrecas Foto: Jonas Ramos / Agencia RBS

Dois anos após a inauguração do Sistema Marrecas, em Caxias do Sul, o Samae trabalha para fechar 2014 abastecendo 8 mil unidades de consumo. Desde setembro, 5 mil endereços dos bairros Jardim das Hortênsias e Castelo são abastecidos pelo Marrecas. A meta é chegar a mais 3 mil ainda neste ano, do Serrano e do Capivari. O índice ainda é muito abaixo do anunciado na pomposa inauguração de 22 de dezembro de 2012: abastecer 250 mil pessoas.

A presidente Dilma Rousseff (PT) veio inaugurar a obra, a maior realização do então prefeito José Ivo Sartori (PMDB), mas no ano e meio seguinte nada aconteceu e sobraram críticas. Após diversos atrasos e sob o argumento de que Caxias não tinha problemas de abastecimento, a água do Marrecas chegou às torneiras somente no dia 13 de setembro deste ano. Uma cerimônia com direito a brinde com água da represa e corte de fita oficializou a abertura.

Os primeiros bairros a receber água do Marrecas eram abastecidos pelo Faxinal. A mudança não consiste apenas em mero fechamento e acionamento de comportas porque, em alguns pontos, o fluxo é invertido. Toda a água do Faxinal é levada à Estação de Tratamento de Água (ETA) Parque da Imprensa, no início da Rua Pinheiro Machado e, de lá, distribuída morro acima em direção à região do São Ciro. O contrário ocorre com a água proveniente do Marrecas. Ela segue à ETA Morro Alegre, em Vila Seca, de onde desce por gravidade.

Para chegar ao Serrano e ao Capivari ainda este ano o Samae está concluindo a instalação de uma bomba. No início de 2015, a intenção é abastecer São Ciro, Diamantino e parte do Sagrada Família. Depois será a vez de Ana Rech. Dentro de um ano e meio, a região Norte (bairros na área do Santa Fé) deve ser abastecida pela nova represa de Caxias. Para essa etapa será necessária uma adutora orçada em R$ 26 milhões. A licitação deve ser lançada no primeiro trimestre de 2015.

— Queremos chegar a 300 litros por segundo, atendendo a 20% da demanda — projeta o diretor-presidente do Samae, Edio Elói Frizzo.

PIONEIRO

Notícias Relacionadas

Água nas torneiras 13/09/2014 | 12h59

Sistema Marrecas funciona desde a manhã deste sábado em Caxias

Cerimônia encerrou com prefeito visitando família beneficiada pelo Sistema Marrecas

Abastecimento 22/06/2014 | 15h09

Barragem do Marrecas, em Caxias do Sul, segue passando por testes e ajustes

A maior obra da cidade foi inaugurada pela presidente Dilma Rousseff dia 22 de dezembro de 2012

Abastecimento 12/12/2013 | 08h01

Adiamento da operação do Sistema Marrecas frustra moradores da Zona Oeste de Caxias do Sul

Bairros da região do Desvio Rizzo sofrem com cortes na distribuição de água

Visita presidencial 22/12/2012 | 12h14

'Manteremos nossa parceria nesta cidade', afirma Dilma em inauguração do Sistema Marrecas, em Caxias

Presidente também falou sobre a pujança econômica de Caxias, educação e investimentos na aviação da cidade

Abastecimento 26/09/2012 | 11h37

Barragem Marrecas é oficialmente aberta nesta quarta-feira, em Caxias do Sul

No final da manhã foram totalmente fechadas as comportas e acionada válvula dispersora, em Vila Seca

05/09/2011 | 07h20

Sistema Marrecas, em Caxias do Sul, impressiona técnicos do governo federal

Projeto servirá de referência para o Ministério das Cidades na liberação de verbas na área de abastecimento

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros