Comunidade vai ao Ministério Público pedir intervenção contra fechamento de acessos à UCS - Cidades - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Providências13/10/2014 | 15h31

Comunidade vai ao Ministério Público pedir intervenção contra fechamento de acessos à UCS

Grupo reclama de bloqueio de três portões para pedestres e de rua interna da universidade, além de projeto de abertura de via

Comunidade vai ao Ministério Público pedir intervenção contra fechamento de acessos à UCS Roni Rigon/Agencia RBS
Portões são fechados aos finais de semana Foto: Roni Rigon / Agencia RBS
Uma comissão formada por vereador, presidente de bairro, moradores, estudantes e comerciantes tem reunião na terça-feira com o Ministério Público (MP) para solicitar intervenção do órgão quanto ao fechamento de portões de acessos de pedestres à Universidade de Caxias do Sul. O grupo também pede a abertura de rua que ligaria o bairro Presidente Vargas ao campus e reclama do bloqueio de uma via interna da UCS. O encontro ocorre às 16h.

Há cerca de 20 dias, dois portões para pedestres na divisa do campus com o bairro Presidente Vargas e outro com o Petrópolis são fechados entre 13h de sábado e 5h30min de segunda. O fechamento dificulta o acesso de moradores para lazer ou para pegar ônibus ou táxi lotação. A UCS alega que a providência foi tomada por segurança e para preservação do patrimônio.

A comunidade também reclama que cones e cavaletes impedem a passagem de carros em um dos sentidos da Rua Francisco Getúlio Vargas, entre a passarela e o pórtico próximo ao Cetec, passando pela UCS TV. Segundo o chefe de gabinete da UCS, Gelson Leonardo Rech, o bloqueio serve para que a comunidade possa andar de bicicleta no trecho.

Comerciantes dizem que os lucros diminuíram em até 50% depois das providências.

A comissão também pede cobrança do MP quanto ao projeto de abertura da Rua Augusto dos Anjos, encaminhada pela prefeitura à UCS mas que nunca saiu do papel. Como a via cortaria terreno privado, o município precisa de autorização da universidade para encaminhar a licitação.

O grupo liderado pelo vereador Rafael Bueno (PCdoB) diz que não foi recebido pelo reitor da UCS, Evaldo Antonio Kuiava. A assessoria de imprensa da UCS explica que uma reunião com o presidente do bairro Presidente Vargas foi marcada para a última quinta-feira, mas que o grupo não aceitou ser representado por apenas uma pessoa.

Outra frente de trabalho pretende abordar as mesmas três questões. Trata-se de uma audiência da Comissão de Desenvolvimento Urbano, Transporte e Habitação da Câmara de Vereadores, na segunda-feira. UCS, líderes de bairros da região e Brigada Militar serão convidados. A reunião ocorre às 19h30min e é aberta ao público.

Notícias Relacionadas

Comunidade 08/10/2014 | 16h48

Fechamento de portões de acesso à UCS gera reclamações de moradores em Caxias

As travessias são trancadas à noite e aos finais de semana

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros