Alunos de escola em Caxias do Sul doam mechas de cabelo - Cidades - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Boa Ideia22/08/2014 | 17h01

Alunos de escola em Caxias do Sul doam mechas de cabelo

Projeto do Colégio São José é destinado a ajudar pessoas com câncer

Alunos de escola em Caxias do Sul doam mechas de cabelo Roni Rigon/Agencia RBS
Chiara Slomp, de 11 anos, doou 30 centímetros do seu cabelo. Seus colegas, também doadores, seguram caixa com cerca de 290 mechas. Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

Cada fio é um sorriso de alguém que tinha medo de esquecer como se faz para sorrir. É assim que as voluntárias do grupo Amor em Movimento Mariana de Souza e Isadora Siqueira  descrevem o projeto da professora do Colégio São José, Lorita de Souza, que arrecada doações de cabelos para serem destinados às pessoas com câncer. Foi na busca do sorriso dessas pessoas que Lorita iniciou a campanha com seus alunos, para que eles doassem mechas de cabelo.

- Eu achei que não iria dar certo, porque os alunos gostam e cuidam muito dos seus cabelos - comenta a professora.

Mas a solidariedade falou mais alto, e a vontade de ajudar o próximo foi contagiando um número cada vez maior de pessoas. Crianças de seis anos, 11, 14, meninas do ensino médio, mães de alunos e até meninos resolveram cortar a cabeleira para a doação. O projeto ganhou tamanha proporção que saiu das paredes do colégio.

A mãe de uma menina em estado vegetativo doou as mechas da filha e fez um único pedido: que fosse entregue para quem realmente precisa. Um grupo chamado Cabelegria foi criado no Facebook, convidando as pessoas a participar da campanha. A arrecadação foi mais do que satisfatória: 290 mechas de cabelo, além de bonés, lenços e toucas. No rosto dos pequenos doadores, a expressão de dever cumprido.

- Eu doei trinta centímetros, fiquei muito feliz. O meu cabelo vai crescer de novo, já o das meninas com câncer pode demorar - relata Chiara Slomp, 11 anos.

- Eu me coloquei no lugar das meninas que tinham câncer. Se eu estivesse nessa situação, também gostaria que me ajudassem - acrescenta Maria Luiza Wiliczinski, também de 11 anos.

As mechas já estão embaladas para presente. A doação será feita ao banco de perucas Amigas de Peito e Alma, do Hospital Geral, para confecção de perucas. A cerimônia de entrega está prevista para acontecer durante a abertura do Outubro Rosa, programação  integrada ao combate ao câncer de mama. Até lá, Lorita continua recebendo doações.

Surpresa com os resultados, a professora explica que a iniciativa tem uma segunda intenção, ainda mais abrangente:

- Quero que eles (os alunos) se desprendam, se tornem doadores de sangue, de medula. Que eles percebam que a solidariedade faz muito bem.

Quem não pertence à comunidade escolar e quer participar da doação de cabelos deve entrar em contato direto com o Hospital Geral.

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros