Galópolis, em Caxias, ganhará Centro Comunitário e Cultural - Cidades - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Patrimônio09/05/2014 | 16h01

Galópolis, em Caxias, ganhará Centro Comunitário e Cultural

Prédio onde funcionava Lanifício Sehbe será reformado pela prefeitura

Galópolis, em Caxias, ganhará Centro Comunitário e Cultural Roni Rigon/Agencia RBS
Prédio onde funciona Lanifício Sehbe passará, primeiramente, por reforma no telhado, troca de vidraças e limpeza Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

Ao mesmo tempo em que a comunidade de Galópolis revive uma parte da própria história, começa também a desenhar um novo capítulo. A prefeitura de Caxias do Sul abriu neste mês o processo licitatório para reforma do prédio do antigo Lanifício Sehbe que será transformado em Centro Comunitário e Cultural.

A primeira etapa do projeto prevê a reforma do telhado, das fachadas, alvenarias e esquadrias externas. O telhado de aproximadamente 670 metros quadrados receberá telhas termosacusticas, melhorias nas partes de madeira, instalação de calhas, rufos, algerozes e tubos de queda de chapa galvanizada.

Na fachada, todas as superfícies das paredes externas e sacadas, em reboco ou pedra natural, soleiras e pingadeiras serão limpas e os defeitos restaurados. Todas as esquadrias de madeira e metal serão revisadas, consertadas, limpas e pintadas. Vidros novos serão instalados e as grades pintadas. O investimento do município, nesta fase, será de aproximadamente R$ 185 mil.

A proposta inicial é que cada um dos andares do prédio de 2080 metros quadrados abrigue uma área específica de atendimento. No térreo, deverá funcionar o setor administrativo, contemplando a subprefeitura de Galópolis, Associação de Moradores e administração do Centro.

No primeiro andar, a área cultural, com biblioteca, Centro de Inclusão e Alfabetização Digital (CIAD), auditório, ateliês e museu. E no último e segundo pavimento, uma agência do Banrisul, o Banco do Vestuário, salão de festas, um ponto de atendimento da Brigada Militar, Clube de Mães e banheiros.

— No sítio cultural que Galópolis representa, um dos seus equipamentos importantes é esse prédio. O cunho cultural que se está dando é, na verdade, um presente para comunidade. Se resgata a história, a cultura, as possibilidades de convivência — disse a secretária de Cultura, Rubia Frizzo.

A obra completa não tem prazo para ser concluída, tampouco previsão final de investimento. Após o encerramento da primeira fase da reforma, que levará até 180 dias, será aberta outra licitação para adequação da parte elétrica, hidráulica e de prevenção de incêndios do prédio.

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros