Alvo de polêmica, circuito esportivo de laço chega a Caxias do Sul - Cidades - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

MTG X Federação07/05/2014 | 14h15

Alvo de polêmica, circuito esportivo de laço chega a Caxias do Sul

De quinta até domingo, cidade sedia provas da Federação Gaúcha de Laço

Alvo de polêmica, circuito esportivo de laço chega a Caxias do Sul Daniela Xu/Agencia RBS
Proibidos de participarem pelas entidades filiadas ao MTG, gaúchos criam clubes de laço Foto: Daniela Xu / Agencia RBS

A cidade de Caxias do Sul sedia a última etapa classificatória e a final do circuito de laço esportivo promovido pela Federação Gaúcha de Laço, que começa nesta quinta e segue até domingo. O rodeio vai distribuir um carro, uma caminhonete e 14 motos. 

Nos últimos meses, as festas campeiras em parceria ou com a organização da Federação têm sido alvo de divergências entre a entidade e o MTG, que proíbe a participação de entidades filiadas em eventos de não filiados, caso da Federação. O MTG  vê o tiro de laço como uma manifestação cultural e acredita que, como atividade esportiva, defendida pela Federação, ganha cunho comercial.

Impedidos de participar representando CTGs filiados ao MTG, tradicionalistas têm criado clubes de laço como alternativa.

Juarez Menegussi, afastado do cargo de diretor campeiro da 25ª RT após participar do Rodeio de Porto Alegre, organizado pela Federação,  integrará o evento como patrão do Clube de Laço de Vila Oliva. O mesmo acontece com 25 membros do Clube de Laço Cabanha Hulha Negra, cujo patrão é Daniel de Macedo, membro também do Piquete de Laçadores Lajeado Bonito, de São Francisco de Paula.

Ainda assim, o próprio presidente da Federação Gaúcha de Laço, Cléber Vieira, prefere não estimar o tamanho do evento, que sedia provas exclusivas da Federação e é organizado em parceria com o recém criado Clube de Laço de Vila Oliva.

— Temos pelo menos 500 duplas já classificadas das outras etapas para a final. Nosso receio é quanto ao pessoal de Caxias, onde a pressão (do MTG) está sendo forte. Há também outros fatores que podem atrapalhar, há laçadores classificados de muito longe e não está fácil participar de rodeio todo final de semana. Talvez, para o próximo ano, tenhamos que pensar na final em um lugar mais centralizado — analisa o presidente da Federação, Cleber Vieira.

O prefeito Alceu Barbosa Velho não participará. Procurado pela Federação, negou apoio institucional da administração à festa, não laçará e adota uma posição que define como "de resguardo".

— Não tenho nada contra a Federação, mas a posição do MTG é de cautela e eu estarei do lado do movimento, que segurou o tradicionalismo todos esses anos.  Como prefeito, o município apoia aquilo que entende que deve apoiar. À distância, tudo parece muito nebuloso, comercial — destaca.

AGENDE-SE

1º Rodeio do Clube de Laço de Vila Oliva e Final do Circuito de Laço Esportivo

Quando: 8 a 11 de maio

Onde: Parque de Eventos de Vila Oliva

Bailes: Sexta com Tchê Barbaridade e sábado com Machado & Balanço do Tchê,  e Grupo Alma Gaudéria, a partir das 23h

Ingressos: Não há cobrança para entrada no parque e acampamento. As inscrições para a prova dependem da modalidade. O ingresso para cada baile custa R$ 25 (ou R$ 40 na compra de passaporte para os dois)

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros