Versão mobile

Defeitos na represa07/02/2014 | 05h41

Ex-prefeito José Ivo Sartori, de Caxias do Sul, evita questionamentos sobre vazamentos no Marrecas

Mas ele e o ex-diretor do Samae, Marcus Caberlon, aprovam cobranças da atual administração

Enviar para um amigo
Ex-prefeito José Ivo Sartori, de Caxias do Sul, evita questionamentos sobre vazamentos no Marrecas Porthus Junior/Agencia RBS
Vazão nas laterais teriam dobrado em menos de um ano Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Idealizadores da Barragem do Marrecas, em Vila Seca, o ex-prefeito de Caxias do Sul José Ivo Sartori (PMDB) e o ex-diretor do Samae, engenheiro Marcus Vinicius Caberlon, evitam questionamentos detalhados sobre os vazamentos na represa.

Sartori se limitou a classificar os defeitos como problemas técnicos que devem ser tratados pela atual administração. Mas ao contrário do que se esperava, o peemedebista e Caberlon optaram por não falar abertamente sobre os problemas constatados na obra concebida sob a gestão deles.




Sartori e Caberlon ostentavam o Sistema Marrecas como o maior investimento da história recente do município — já custou quase R$ 300 milhões. O projeto inclusive embalou a campanha para a reeleição do peemedebista, em 2008, e a eleição de Alceu Barbosa Velho (PDT), vice durante seis anos. Sartori é potencial candidato ao governo do Estado. Caberlon, por sua vez, se manteve oito anos à frente da autarquia principalmente com a missão de concluir o empreendimento.

No início do primeiro semestre de 2013, poucos meses após a inauguração da represa (inacabada) pela presidente Dilma Rousseff, os vazamentos surgiram. Desde então, duplicaram.

Procurado duas vezes pela reportagem, o ex-prefeito declarou apenas que as infiltrações e vazamentos na represa são problemas de ordem técnica e como tal devem ser solucionados pela atual diretoria do Samae. Ele aprova as cobranças de Alceu aos construtores e projetistas da barragem e diz acompanhar a polêmica por meio da imprensa.

— A atual gestão está certa em adotar essa postura — resume.

Sartori disse ainda que caberia a Caberlon opinar tecnicamente. O ex-diretor do Samae não atendeu a 10 telefonemas do Pioneiro em dias distintos. Só depois de tanta insistência, ele respondeu ao jornal por e-mail.

O engenheiro alega estar com problema na corda vocal, o que torna difícil falar ao telefone. Reiterou que Alceu e o atual diretor do Samae, Edio Elói Frizzo, estão corretos em exigir laudos e soluções para os vazamentos externos e nas galerias de drenagem da represa.

Caberlon esteve na barragem na semana passada e sugeriu a Frizzo que não seria prudente sanar as infiltrações com o esvaziamento da lagoa sob o risco de acarretar novos defeitos.

— Tenho acompanhado o assunto pelo jornal e entendo que a posição da administração do Dr. Alceu está correta, agindo de forma segura para defender os interesses da cidade. Minha opinião pessoal sobre o assunto já externei ao Frizzo quando estive visitando a obra — escreveu Caberlon, que não respondeu a outras perguntas encaminhadas posteriormente pelo Pioneiro por e-mail.

Na próxima semana, Frizzo e o engenheiro do Samae Gerson Panarotto devem se reunir com representantes da STE Serviços Técnicos de Engenharia para repassar questionamentos a respeito da barragem.

A STE é uma empresa de Canoas contratada para fiscalizar a execução do projeto elaborado pela Holanda Engenharia, com sede no Rio de Janeiro, e construído pelo consórcio Fidens-Sanenco.

— Vamos exigir que a STE cobre explicações para a Holanda e que os motivos das infiltrações e os procedimentos para solucioná-las estejam oficializadas em um documento — adianta Frizzo.

Notícias Relacionadas

Vazamento na represa 04/02/2014 | 07h02

Engenheiro que fiscalizou construção da Barragem do Marrecas diz que infiltrações vão diminuir com o tempo

Câmara de Vereadores convocará presidente do Samae para prestar esclarecimentos

Problemas na represa 03/02/2014 | 11h24

Prefeito de Caxias do Sul exige explicações objetivas sobre os vazamentos na barragem do Marrecas

Questionamentos serão encaminhados para empresa responsável pela fiscalização da obra

Desperdício na barragem 03/02/2014 | 06h05

Volume de água que escorre do Marrecas, em Caxias do Sul, equivaleria ao consumo médio de 1 mil famílias

Técnicos divergem quanto às obras que devem ser realizadas para conter infiltrações e vazamentos

Abastecimento 30/01/2014 | 09h56

Perito diz que estrutura da represa do Marrecas, em Caxias do Sul, não corre risco de romper

Engenheiro do Ministério Público Federal esteve na barragem no final de novembro passado

Abastecimento 29/01/2014 | 17h25

Samae não descarta esvaziar barragem do Marrecas, em Caxias do Sul, para conter infiltrações

Perito do Ministério Público Federal avalia se represa tem problemas estruturais

Água 16/01/2014 | 17h18

Testes do Sistema Marrecas, em Caxias, são suspensos

Defeito em uma peça deve atrasar ainda mais a distribuição, prevista para a metade de fevereiro

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga o Pioneiro no Twitter

clicRBS
Nova busca - outros