Falta de renovação do acervo de museus, em Caxias do Sul, seria motivo para pouca procura da população - Cidades - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Patrimônio Cultural16/05/2012 | 12h13

Falta de renovação do acervo de museus, em Caxias do Sul, seria motivo para pouca procura da população

Novo espaço cultural apostará na interatividade para atrair o público

Falta de renovação do acervo de museus, em Caxias do Sul, seria motivo para pouca procura da população Porthus Junior /
O Instituto Bruno Segalla promoveu, na noite de terça-feira, uma mesa redonda para discutir o tema: Museus em um Mundo em Transformação - novos desafios, novas inspirações. Foto: Porthus Junior
A 10ª Semana Nacional dos Museus, que ocorre de 14 a 20 de maio, promove uma série de atividades pelo país para debater o futuro desses espaços culturais. Em Caxias do Sul, o Instituto Bruno Segalla promoveu, na noite de terça-feira, uma mesa redonda para discutir o tema: Museus em um Mundo em Transformação - novos desafios, novas inspirações.

Um dos assuntos mais debatidos foi de como os museus podem atrair mais visitantes. Para o historiador e museólogo, Juventino Dal Bó, existem, hoje, muitos museus chatos e que não fazem absolutamente nada para serem mais atrativos.

— O museu deveria ser dinâmico e proporcionar uma renovação constante do acervo para que o visitante volte mais vezes para encontrar novidades. Caxias do Sul está muito atrasada nesta questão. Faltam investimentos e bons projetos. Fui ao museu uma única vez este ano e não voltei por falta de novidades — relata Dal Bó.

Nessa busca por novidades, Caxias ganhará o primeiro museu virtual assim que as obras de restauração do prédio da oficina de locomotivas, localizada no complexo da Estação Férrea, ficar pronto. 

— A intenção é contar com telão, computadores e até mesmo tecnologia 3D para transmitir a história do município — conta secretário municipal da Cultura, Antônio Feldmann, que diz estar recrutando um grupo de trabalho da secretaria, envolvido com a preservação do patrimônio, para estruturar um projeto para o espaço.


Confira os espaços que preservam a memória de Caxias:

Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami
Acervo para consulta com registros manuscritos, documentos, fotografias, jornais, revistas e arquivos audiovisuais
Horário de Atendimento: terça a sexta-feira, das 9h às 17h
Endereço: Av. Júlio de Castilhos, 318, Lourdes

Memorial Festa da Uva
Exposição permanente de fotografias de rainhas, princesas e presidentes da festa desde 1931
Visitação: segunda a sexta, das 13h às 17h
Endereço: Pavilhões, próximo à Réplica

Memorial Atelier Zambelli
Acervo com mil peças da família Zambelli, entre modelos de imagens sacras em gesso e moldes de adornos em cerâmica
Visitação: terça-feira a domingo, das 13 às 17h
Endereço: Monumento Jesus Terceiro Milênio, nos Pavilhões

Museu Ambiência Casa de Pedra
Residência típica de imigrante italiano (roupas, móveis, utensílios), com forno de tijolos e barro e parreiral na parte externa
Visitação: terça-feira a domingo, das 9h às 17h
Endereço: Rua Matteo Gianella, s/nº, bairro Santa Catarina

Museu da Uva e do Vinho Primo Slomp
Exposição de longa duração que reúne peças, objetos, utensílios e equipamentos que demonstram a fase artesanal do fabrico do vinho
Visitação: terça-feira a domingo, das 9h às 17h
Endereço: Rua Luiz Franciosi Sério, 350, Forqueta

Museu dos Ex-Combatentes da FEB na II Guerra Mundial
Mais de mil fotografias, documentos, objetos, armas, uniformes e equipamentos doados por ex-combatentes, com exibição de documentários sobre o tema
Visitação: terça-feira a sábado, das 9h às 17h (mais agendamento)
Endereço: Rua Visconde de Pelotas, 249, Centro

Museu Municipal de Caxias do Sul
Cerca de 11 mil peças, desde o primitivo habitante indígena do território aos desdobramentos da imigração e colonização europeia
Visitação: terça-feira a sábado, das 9h às 17h
Endereço: Rua Visconde de Pelotas, 586, Bairro Centro

Monumento Nacional ao Imigrante
Obra em bronze com exposição permanente do artista plástico Nazareno, que retratou o trabalho da mulher imigrante em peças feitas com arame
Visitação: terça-feira a domingo, das 9h às 17h
Endereço: BR-116, bairro Petrópolis
 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros