Conheça o aplicativo do projeto Italianos da Serra - Italianos da Serra - Notícias e Informações das cidades da serra gaúcha - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Tecnologia08/06/2015 | 05h31

Conheça o aplicativo do projeto Italianos da Serra

App lançado nessa segunda ajuda a registrar e transmitir histórias dos antepassados

Conheça o aplicativo do projeto Italianos da Serra Acervo pessoal/Divulgação
O imigrante italiano Domenico Boff deixou um testamento cheio de lições filosóficas Foto: Acervo pessoal / Divulgação
Tríssia Ordovás Sartori

trissia.ordovas@pioneiro.com

Os 140 anos de imigração italiana no Rio Grande do Sul repercutem, também, na memória das famílias dos antepassados. A troca de cartas, os documentos e objetos dão aos descendentes a possibilidade de reconstituir a própria história e, no conjunto, a de toda a região. O aplicativo Italianos da Serra, que será lançado nesta segunda-feira, permite que as riquezas contidas nos baús familiares sejam compartilhadas.

O representante Tiago Lucio Boff, 36 anos, guarda com orgulho seis documentos do tataravô paterno, Domenico Boff, que saiu da Itália em 1880 com 26 anos. Ele conheceu Giovana Piazza no navio e, com ela, se instalou no lote 81, em Ana Rech. Tiago conseguiu recuperar o material depois de 60 anos — o tataravô morreu em 1941.

Entre as preciosidades está a carta testamento, que não lista bens, mas uma série de ensinamentos de cunho filosófico, escritos em tom poético: "antes de desprezar o conselho dos anciãos, melhor pô-los em prática", "não louvar nem desprezar alguém pela aparência física, porque é pequena a abelha, mas seu mel supera toda a doçura" (foto acima).

— Sempre quis saber de onde vim, como vim. As fotos de meus avós e bisavós se perderam, assim como várias outras coisas. É uma lacuna do passado da gente, por isso decidi ir atrás — conta Tiago, que chegou a morar na Itália para conseguir a cidadania italiana e aprendeu o talian na casa dos avós.

Tiago sabe que há 10 famílias Boff em Caxias, três delas em Ana Rech. O núcleo familiar dele se diferencia pela atividade do tataravô, ex-cabo do Exército italiano, pelo apelido (sopranome, em italiano) de caporal (caporale, em italiano).

Pesquisas como essa evidenciam a possibilidade de recontar a história da imigração, a muitas vozes. Que tal compartilhá-las?

EXPLORE O APP
Todos os conteúdos produzidos pelo Grupo RBS Caxias (Jornal Pioneiro, rádios Gaúcha Serra e Atlântida Serra e RBS TV Caxias) dentro do projeto multimídia Italianos da Serra estão agregados no aplicativo, disponível para IOS e Android. Dá para reler as reportagens publicadas no Pioneiro.com, ouvir os drops da Gaúcha e Atlântida e assistir às matérias da tevê.


Outras funcionalidades
:: Facebook: É o espelho da página do Facebook.com/Italianosdaserra
:: Gringoteca: Cudiona! Fate Furbo! Move-te fora! São algumas das expressões engraçadas que aparecem nessa interface com reprodução em áudio
:: Infográfico: Reproduz o protótipo de um navio transoceânico do final do século 19 e início do século 20, partindo do Porto de Gênova
Locais: Ressalta alguns pontos importantes da colonização italiana na região, como Nova Milano, e na Itália, como o porto de Gênova. Traz mapas, informações e contatos sobre os lugares
:: Contribua: Esse é o espaço de interação com os leitores/ouvintes/telespectadores/internautas. Aqui você pode contar histórias de família ou enviar sugestões de provérbios em dialeto, por exemplo. Boas histórias como a do Tiago Boff poderão ser publicadas pelos veículos
:: Sobre o projeto: Breve descrição sobre o projeto
 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros