Missa em Nova Milano celebra os 140 anos da chegada dos italianos ao RS - Italianos da Serra - Notícias e Informações das cidades da serra gaúcha - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Italianos da Serra20/05/2015 | 10h33Atualizada em 20/05/2015 | 15h16

Missa em Nova Milano celebra os 140 anos da chegada dos italianos ao RS

Além da celebração, o dia é marcado por homenagem às três primeiras famílias de imigrantes que chegaram ao Estado e por almoço festivo

Missa em Nova Milano celebra os 140 anos da chegada dos italianos ao RS Cristiane Barcelos / Agência RBS/
A celebração é feita em italiano, com pequenas intervenções em português Foto: Cristiane Barcelos / Agência RBS
Pioneiro

Nova Milano, no interior de Farroupilha, está ainda mais italiana nesta quarta-feira. Na chegada ao quarto distrito da cidade, bandeirolas nas cores verde, vermelho e branco — as mesmas da bandeira da Itália — indicam que é dia de festa. Durante o dia deve ocorrer missa, homenagem às três primeiras famílias de imigrantes que chegaram ao Estado e um almoço festivo.

INFOGRÁFICO: Veja os detalhes da viagem dos italianos ao RS

A missa na Paróquia Santa Cruz, que teve início às 10h04min, é celebrada por Dom Alessandro Ruffinoni, de Caxias do Sul e concelebrada pelo padre Fábio Piazza e por um terceiro sacerdote. 
 
— Os imigrantes eram pessoas simples, mas ricas em fé, que trouxeram a devoção popular — disse Dom Alessandro.

Junto ao altar foram dispostas quatro bandeiras: da Itália, do Brasil, do Rio Grande do Sul e de Farroupilha. A celebração ocorreu em italiano, com pequenas intervenções em português. 

— Vou celebrar em italiano. Só vou falar em português se perceber que não me entendem — explicou Dom Alessandro, à porta da igreja, momentos antes de iniciar a missa comemorativa.

Quase não foi necessário. Praticamente todos os que lotaram o templo católico, grande parte descendentes de italianos, sabiam repetir, em italiano, cânticos e louvores ditados por Dom Alessandro, provando que Nova Milano é mesmo terra dos italianos. Autoridades e políticos também estavam presentes.

Antes do encerramento da missa, enquanto todos esperavam sentados, o embaixador da Itália no Brasil, Raffaele Trombetta, acompanhado do cônsul-geral da Itália em Porto Alegre, Nicola Occhipinti, deixou a igreja carregando flores em homenagem aos primeiros imigrantes que vieram à região, e as depositou na praça de Nova Milano.

Notícias Relacionadas

Italianos da Serra 20/05/2015 | 05h21

"A cultura da pobreza não interessou nem ao Brasil e muito menos à Itália", afirma Cleodes Piazza Ribeiro

Imigração italiana na Serra ainda recebe pouca atenção dos estudiosos europeus, que costumam se ocupar da imigração a partir dos anos 1930

Italianos da Serra 20/05/2015 | 04h31

Itália e imigração: curiosidades além do mar

Saiba qual o consumo anual de vinho per capita no país e qual era o hábito dos italianos ao enviar o filho para a escola

Italianos da Serra 20/05/2015 | 04h21

Colonização italiana no Rio Grande do Sul teve origem em Nova Milano

O grupo deixou a região da Lombardia em janeiro de 1875

Italianos da Serra 20/05/2015 | 03h51

A fome é o fio condutor da imigração italiana

Entre 1875 e 1915, 14 milhões de cidadãos deixaram a Itália

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros